Scania apresenta recurso contra multa milionária por formação de cartel

A Scania anunciou no início deste mês que apresentou um recurso contra a decisão da Comissão de Concorrência da União Europeia, que resultou na aplicação de uma multa de € 880 milhões à montadora, pelo crime de formação de cartel. 
Segundo a Comissão, a Scania e outras 6 montadoras foram responsáveis pela fixação dos preços dos veículos e atrasos na introdução de novas tecnologias para reduzir emissões durante 14 anos (1997 - 2011). 
No comunicado deste mês, a montadora sueca voltou a reforçar que não participou ou entrou em acordo com nenhuma montadora para a fixação de preços e atrasos na introdução de novas tecnologias. Além disso, a Scania afirma ainda que tem colaborado plenamente com a Comissão Europeia, fornecendo informações e explicações solicitadas durante todo o período de inquérito.
O cartel das montadoras segue sendo um dos assuntos mais discutidos no continente europeu, recentemente mais de 40 transportadoras alemãs entraram com uma ação coletiva contra as montadoras, solicitando uma reparação de danos e o ressarcimento dos valores pagos a mais em cada caminhão adquirido entre 1997 e 2011.


LEIA: União Européia investiga cartel de caminhões
LEIA: Fabricantes de caminhões recebem multa bilionária da União Europeia 
LEIA: Comissão Europeia multa Scania em € 800 milhões por formação de cartel 

TEXTO: Lucas Duarte
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário