Fretebras Superior

Vendas de caminhões Volkswagen Meteor crescem 25% em dois meses

VWCO/Divulgação

Mais de 2.800 unidades da linha já foram vendidas em todo o Brasil desde o lançamento; VW Meteor 29.520 já aparece entre os 10 extrapesados mais vendidos no país

Apresentada ao mercado brasileiro há pouco mais de um ano, a linha de caminhões extrapesados Volkswagen Meteor vem conquistando um significativo espaço no transporte rodoviário brasileiro e construindo uma trajetória de sucesso. Prova disso são as mais de 2.800 unidades emplacadas desde o lançamento.

O bom momento dos gigantes Volkswagen não se resume apenas ao total de vendas. De acordo com o balanço oficial da montadora, somente nos últimos dois meses, as vendas da linha Meteor registraram um expressivo crescimento de 25%. Destaque para o Meteor 29.520, o maior caminhão Volkswagen do mundo e que já figura entre os extrapesados mais vendidos do país.

“O segmento é o que mais se expande no país e temos acompanhado esse movimento, como uma das marcas com maior percentual de aumento, consolidando nossa marca junto ao cliente do mercado extrapesado, graças também à uma forte parceria com nossa rede de concessionárias com mais de 150 pontos espalhados por todo o país”, destaca Ricardo Alouche, vice-presidente de Vendas, Marketing e Serviços da VWCO.


Desenvolvida para atender com precisão as operações de transporte em longas distâncias, a linha de caminhões Volkswagen Meteor chegou ao Brasil no fim de 2020, trazendo consigo inovação em termos de design e uma série de características para atender sob medidas as necessidades de cada aplicação do transporte.


Já neste ano, a mais recente família de extrapesados Volkswagen passou a contar com novos atributos, como por exemplo, diferentes versões com opções de suspensão pneumática e novos entre-eixos, ampliando a versatilidade dos modelos através de oito novas configurações.

Agora os caminhões VW Meteor 28.460 e o 29.520 podem ser adquiridos com oito bolsões de ar em ambos os modelos, seja no 6x2 ou no 6x4. Ao mesmo tempo, o cliente também pode escolher a distância entre os eixos nas seguintes opções: 3.200, 3.400 ou 3.600 mm, de acordo com o implemento mais indicado para a melhor distribuição de carga na sua aplicação, que vale ainda para a versão com suspensão metálica.


Já a suspensão pneumática conta com sistema inteligente de leitura da carga transportada por eixo e com a possibilidade para redistribuição de forma a equilibrar o peso em cada eixo, além de opção de programar os bolsões de ar para ajustar a altura do implemento durante o carregamento ou o descarregamento do veículo. Tudo executado por controle remoto, a partir de dentro da cabine.

Segundo a marca, além do conforto, os novos recursos também ampliam  integridade e segurança da carga. Mais do que isso, asseguram um melhor custo operacional já que otimizam a capacidade de transporte para cada cliente.


Postar um comentário

0 Comentários