Quanto custa os 10 caminhões pesados mais vendidos do primeiro semestre de 2020?

Apesar do cenário conturbado e desafiador, imposto pela pandemia de Covid-19 (Coronavírus), o segmento brasileiro de caminhões pesado se manteve em destaque e encerrou o primeiro semestre de 2020 com 49,77% de participação nas vendas, segundo os números oficiais da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).

Mas afinal, quais são esses modelos pesados mais vendidos nos primeiros seis meses deste ano e quanto custa cada um deles? Conheça agora cada um deles:

1º Volvo FH 540
Volvo/Divulgação
Líder incontestável de vendas do segmento de pesados desde o início de 2019, o Volvo FH 540 manteve a posição de destaque e encerrou o primeiro semestre de 2020 como o modelo mais vendido de todo o mercado brasileiro.

De acordo com o levantamento da Fenabrave, de janeiro a junho deste ano, 2.655 unidades do extrapesado foram emplacadas em todo o país.

Também em junho deste ano, a montadora de origem sueca anunciou uma série de novidades para a versão 2021 do modelo campeão de vendas. Destaque para o novo entre-eixos de 3500 mm como padrão para as versões 4x2 e 6x2, defletores laterais de ar e novos itens de segurança ativa.


- PREÇO: De acordo com a Tabela FIPE, em 2020 os modelos FH 540 zero quilômetro têm os seguintes preços médios:

Volvo FH 540 4x2: R$ 503.641,00 | Globetrotter: R$ 514.206,00
Volvo FH 540 6x2: R$ 524.708,00 | Globetrotter: R$ 544.369,00
Volvo FH 540 6x4: R$ 587.224,00 | Globetrotter: R$ 611.029,00
Volvo FH 540 8x2: R$ 575.144,00 | Globetrotter: R$ 582.261,00
Volvo FH 540 8x4: R$ 612.088,00 | Globetrotter: R$ 619.597,00

2º Volvo FH 460
Volvo/Divulgação
Assim como em 2019, o Volvo FH 460 manteve a segunda colocação no ranking de caminhões pesados mais vendidos no Brasil ao longo do primeiro semestre de 2020. Segundo os números da Fenabrave, o modelo encerrou o primeiro semestre deste ano com um total de 1.784 emplacamentos em todo o país.

Assim como seu irmão maior, o Volvo FH 460 passa a contar com série de novidades na versão 2021. Destaque para o novo entre-eixos de 3500 mm como padrão para as versões 4x2 e 6x2, defletores laterais de ar e novos itens de segurança ativa.


- PREÇO: De acordo com a Tabela FIPE, em 2020 os modelos FH 460 zero quilômetro têm os seguintes preços médios:

Volvo FH 460 4x2: R$ 489.391,00
Volvo FH 460 4x2: Globetrotter: R$ 498.101,00
Volvo FH 460 6x2: R$ 514.928,00 | Globetrotter: R$ 533.516,00
Volvo FH 460 6x4: R$ 570.394,00 | Globetrotter: R$ 585.112,00
Volvo FH 460 8x2: R$ 566.462,00 | Globetrotter: R$ 579.542,00

3º Scania R 450
Brasdiesel
O R 450 da nova geração de caminhões Scania encerrou o primeiro semestre de 2020 ocupando a terceira posição no ranking de caminhões pesados mais vendidos no Brasil. Segundo o balanço da Fenabrave, 1.378 unidades do extrapesado foram emplacadas em todo o país de janeiro a junho deste ano.

Neste mês de junho o modelo passou a fazer parte de mais uma série especial da montadora sueca. Batizada de "Heróis da Estrada", a edição limitada em 350 caminhoneiros homenageia os caminhoneiros brasileiros e marca as comemorações de 63 anos de história da marca no Brasil.

LEIA: Scania apresenta edição especial Heróis da Estrada

Outra novidade do modelo a partir deste mês é a presença do Actcruise. Evolução do controle de cruzeiro Ecocruise, a nova tecnologia passa a ser de série na linha rodoviária a partir da linha 2020/2021.

LEIA: Nova geração Scania passa a garantir até 15% de redução no consumo de diesel

- PREÇO: De acordo com a Tabela FIPE, em 2020 os modelos Scania R 450 zero quilômetro têm os seguintes preços médios:

Scania R 450 A 4x2: R$ 505.597,00
Scania R 450 A 6x2: R$ 517.460,00
Scania R 450 A 6x4: R$ 549.593,00
Scania R 450 A 8x2: R$ 558.904,00
Scania R 450 B 8x2: R$ 548.255,00

4º - MB Actros 2651 
Mercedes-Benz/Divulgação
Além de liderar de maneira incontestável todo o mercado brasileiro de caminhões, a Mercedes-Benz também conta com modelos entre os caminhões pesados mais vendidos do primeiro semestre de 2020. Destaque para o extrapesado, Actros 2651 na 4ª posição do ranking.

De acordo com o balanço oficial da Fenabrave, 1.126 unidades do extrapesado da marca alemã foram emplacadas de janeiro a junho deste ano.

Em 2020 um dos grandes é a chegada da nova linha Actros, com entregas iniciadas a partir deste mês de julho.

LEIA: Mercedes-Benz inicia entregas do Novo Actros no Brasil

- PREÇO: De acordo com a Tabela FIPE, em 2020 os modelos Mercedes-Benz Actros 2651 zero quilômetro têm os seguintes preços médios:

MB Actros 2651 S 6x4: R$ 477.343,00
MB Actros 2651 LS 6x4: R$ 491.680,00
MB Actros 2651 MP5 S 6x4: R$ 539.863,00
MB Actros 2651 MP5 LS 6x4: R$ 553.455,00

5º - DAF XF105 510 
DAF/Divulgação
Já na quinta colocação do ranking de caminhões pesados mais vendidos no Brasil ao longo do primeiro semestre de 2020, é ocupada por um modelo de uma montadora recém chegada no país, mas que já vem conquistando um crescimento sólido.

Com 1.035 unidades emplacadas ao longo dos primeiros seis meses deste ano, o DAF XF 105 510 passou a figurar entre os modelos mais vendidos do país. O número é confirmado pela própria Fenabrave.

Ao longo dos últimos anos, o extrapesado de origem holandesa tem conquistado os transportadores brasileiros pela robustez, baixo custo de manutenção e tecnologia embarcada necessária para as diversas aplicações nacionais.

LEIA: DAF alcança a marca de 10 mil caminhões vendidos no Brasil

- PREÇO: De acordo com a Tabela FIPE, em 2020 os modelos DAF XF 105 510 zero quilômetro têm os seguintes preços médios:

DAF XF 105 FT 510 4x2: R$ 437.904,00
DAF XF 105 FTS 510 6x2: R$ 460.725,00
DAF XF 105 FTT 510 6x4: R$ 500.144,00


6º - Scania R 500
Scania/Divulgação
A Scania também garantiu o sexto lugar no ranking de caminhões pesados mais vendidos no Brasil durante o primeiro semestre de 2020. Na posição aparece o modelo R 500 que segundo a Fenabrave, contou com um total de 851 unidades emplacadas nos primeiros seis meses do ano.

Assim como os demais modelos que compõem o portfólio de caminhões rodoviários da marca no Brasil, o Scania R 500 também passa a contar com o Actcruise como item de série a partir das versões 2020/2021.

- PREÇO: De acordo com a Tabela FIPE, em 2020 os modelos Scania R 500 zero quilômetro têm os seguintes preços médios:

Scania R 500 A 4x2: R$ 515.200,00
Scania R 500 A 6x2: R$ 530.847,00
Scania R 500 A 6x4: R$ 566.693,00
Scania R 500 B 6x4: R$ 560.100,00
Scania R 500 A 8x2: R$ 607.066,00

7º - Mercedes-Benz Axor 3344
Mercedes-Benz/Divulgação
Na sétima colocação do ranking de caminhões pesados mais vendidos no Brasil ao longo do primeiro semestre de 2020, aparece um dos principais representantes da Mercedes-Benz no segmento off-road, o consagrado Axor 3344.

De acordo com o balanço da Fenabrave, o pesado alemão encerrou os primeiros seis meses do ano com um total de 819 exemplares emplacados em todo o país.

Atualmente o Mercedes-Benz Axor 3344 é oferecido ao mercado brasileiro em três versões, basculante, cavalo-mecânico e plataforma.

- PREÇO: De acordo com a Tabela FIPE, em 2020 os modelos Mercedes-Benz Axor 3344 zero quilômetro têm os seguintes preços médios:

MB Axor 3344 S 6x4: R$ 487.610,00
MB Axor 3344/ 3344 K: R$ 490.788,00

8º - Mercedes-Benz Axor 2544
Mercedes-Benz/Divulgação
Ampliando a participação da Mercedes-Benz no segmento, o Axor 2544 aparece na oitava colocação do ranking de caminhões pesados mais vendidos no Brasil no  primeiro semestre de 2020.

Segundo a Fenabrave, o pesado destinado as operações rodoviárias de longas distâncias contou com 620 unidades emplacadas de janeiro a junho deste ano.

Atualmente o Mercedes-Benz Axor 2544 é oferecido no Brasil nas versões Estradeiro e Multiuso com capacidade máxima de tração que pode variar de 50 a 80 toneladas dependendo da sua configuração.

- PREÇO: De acordo com a Tabela FIPE, em 2020 o Mercedes-Benz Axor 2544 zero quilômetro têm o seguinte preço médio:

MB Axor 2544 S/LS 6x2: R$ 407.665,00

9º - Mercedes-Benz Actros 2546
Mercedes-Benz/Divulgação
Na nona colocação do segmento e do ranking de caminhões pesados mais vendidos no Brasil ao longo do primeiro semestre de 2020, mais um caminhão Mercedes-Benz, o Actros 2546.

De acordo com a Fenabrave, o Actros 2546 encerrou os primeiros seis meses do ano com um total de 616 unidades emplacadas em todo o Brasil.

Oferecido na versão Estradeiro, com capacidade máxima de tração de 60 toneladas, o Actros 2546 é um cavalo mecânico extrapesado 6x2 que se destaca pela economia operacional e pelo conforto proporcionado durante a jornada de trabalho e nas horas de descanso.

- PREÇO: De acordo com a Tabela FIPE, em 2020 o Mercedes-Benz Actros 2546 zero quilômetro têm o seguinte preço médio:

MB Actros 2546 LS 6x2: R$ 477.991,00

10º - MAN TGX 28.440
VWCO/Divulgação
Completando o ranking de caminhões pesados mais vendidos no Brasil no primeiro semestre de 2020, está o extrapesado premium MAN TGX 28.440. Segundo a Fenabrave, encerrou o período com 573 unidades emplacadas.

A partir deste ano o extrapesado passou a contar com a opção de suspensão pneumática, novidade que além de reforçar os atributos de conforto é ideal para clientes que necessitam de uma maior proteção no transporte de cargas sensíveis.

LEIA: Linha MAN TGX passa a contar com opção de suspensão pneumática

Atualmente o TGX 28.440 é equipado com o motor MAN D26 de seis cilindros e 12,4 litros, que garante um torque de 2.200 Nm em uma ampla faixa de rotações. Em termos práticos, isso é traduzido na menor necessidade de troca de marchas, resultando em conforto e na queda do consumo de combustível. A potência máxima do veículo já é obtida a partir de 1.500 rotações, mantendo-se constante até 1.900 rpm. O veículo é equipado com a transmissão automatizada MAN TipMatic, de 16 velocidades.

- PREÇO: De acordo com a Tabela FIPE, em 2020 o MAN TGX 28.440 zero quilômetro têm o seguinte preço médio:

MAN TGX 28.440 6x2: R$ 459.445,00

LEIA: Emplacamento de caminhões cresce 85% em junho

TEXTO: Lucas Duarte
Caminhões e Carretas

Postar um comentário

1 Comentários

  1. Os Volvo 540 e 460 vendem mais pois tem melhor valor de revenda, menor consumo de combustível e ainda tem o chassi mais leve!
    Tudo isso conta pois gasta menos, leva mais carga dentro da Lei de Balança, tem menor valor de seguro e melhor valor de revenda!

    ResponderExcluir

Nunca publique suas informações pessoais, como por exemplo, números de telefone, endereço, currículo etc. Propagandas, desrespeito ou ofensas não serão toleradas nos comentários.