63 caminhoneiros são multados na terceira operação de fiscalização no Anel Rodoviário de BH

Aconteceu na manhã desta quinta-feira (18) a terceira operação de fiscalização e inspeção de caminhões que circulam pelo Anel Rodoviário de Belo Horizonte, Minas Gerais. Em dezembro passado, duas operações já haviam sido realizadas na descida do bairro Betânia, considerado como um dos mais perigosos da via. 
A exemplo das ações de fiscalização anteriores, a operação desta quinta contou novamente com a participação da Polícia Militar Rodoviária (PMRv), Polícia Rodoviária Federal (PRF) e de técnicos cedidos pela Concessionária VIA040, responsável pela administração da BR-040 e o trecho do Anel Rodoviário entre o bairro Olhos D´Água (entroncamento com a BR-356) e a avenida Amazonas.
De acordo com a PMRv, em apenas duas horas de operação 64 veículos foram fiscalizados, sendo que 63 foram multados, num total de 105 autuações. Em um dos casos, a polícia descobriu que, nos últimos meses, o motorista passou em 32 praças de pedágio da BR-040 sem pagar, entre Juiz de Fora e Brasília.
“Muitos veículos com irregularidades. Mau estado de conservação, parte elétrica comprometida e, mesmo com a Polícia Militar Rodoviária realizando esse trabalho de fiscalização diariamente, muitos motoristas insistem em transitar pelas nossas rodovias com veículos sem manutenção”, afirma o tenente Pedro Henrique Barreiros, comandante do policiamento no Anel Rodoviário.
Segundo o policial, os motoristas autônomos “alegam que os veículos estão nessas condições devido à crise financeira.”
Durante as abordagens foram fiscalizadas as condições mecânicas dos veículos, a regularidade dos documentos e a situação física dos motoristas. Enquanto os policiais verificavam a documentação e outros aspectos, os técnicos realizaram uma verificação nos veículos, tanto da parte mecânica (freios, por exemplo) como da elétrica (faróis). 
As operações de pente-fino em caminhões são o primeiro passo do plano que tem como principal objetivo restringir a circulação de caminhões no trecho rodoviário que corta a capital mineira. A expectativa do grupo de trabalho responsável pelo plano emergencial da Prefeitura de Belo Horizonte é de que a restrição comece a valer ainda no primeiro semestre de 2018, inicialmente no trecho do Anel entre o bairro Olhos D´Água (entroncamento com a BR-356) e a avenida Amazonas, de responsabilidade da VIA040. 


TEXTO: Lucas Duarte
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário