Mais de 340 mil caminhões seminovos foram negociados no Brasil em 2022

Carboni

Somente no mês de dezembro, 28.967 caminhões seminovos foram vendidos no Brasil; FENABRAVE avalia como positivo os números registrados em 2022

Google News
O mercado brasileiro de caminhões seminovos encerrou 2022 registrando um volume expressivo de negociações, mas ainda sim em queda em relação aos resultados obtidos no ano anterior. A informação é confirmada pelos números oficiais da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (FENABRAVE).


De acordo com o balanço oficial da entidade, 340.844 caminhões seminovos foram comercializados em todo o Brasil de janeiro a dezembro de 2022, queda de 15,33% em relação ao acumulado de 2021, quando 402.549 exemplares foram negociados.

LEIA TAMBÉM

Somente no mês de dezembro de 2022, 28.967 caminhões seminovos foram vendidos no Brasil, alta de 12,94% em relação ao mês anterior, novembro, quando 25.649 unidades foram comercializadas, mas queda de 12,62% em relação a dezembro de 2021, quando o mercado foi responsável pela venda de 33.151 seminovos.


O ano de 2021, em que as transações de usados estabeleceram recorde histórico, foi atípico, já que havia escassez de novos para comercialização e muitos consumidores acabaram realizando as trocas de seus veículos no mercado de seminovos e usados. Entendo que, em 2022, houve um ajuste de mercado, mas ainda em um bom patamar de transações”, analisa o Presidente da FENABRAVE, Andreta Jr.

Os dados divulgados pela Fenabrave também apontam as seis marcas que se destacaram no mercado de usados até setembro de 2022. São elas, a Mercedes-Benz que garantiu uma participação de 37,15% nos negócios seguida pela sua principal concorrente, a Volkswagen que alcançou uma participação de 21,95%, a Ford com 16,03%, a Scania com 8,90% de participação, seguida da sua concorrente sueca Volvo com 8,72% e a IVECO com 4,25% de participação nos negócios de usados.

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR

Confira na íntegra os números da FENABRAVE: CLIQUE AQUI


Postar um comentário

0 Comentários