Fretebras Superior

Salário médio de motoristas carreteiros no Brasil sobe para R$ 1.912,15

Adobe Stock

Crescimento da média salarial de janeiro a dezembro de 2021, é confirmado por levantamento baseado nos dados oficiais do Novo CAGED, eSocial e Empregador Web

Google News
Após uma sequência de recuos, o salário médio de motoristas carreteiros no Brasil voltou a subir. A informação é confirmada por um levantamento realizado pelo site Salario.com.br, com base nos dados oficiais e mais recentes do Novo CAGED (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), eSocial e Empregador Web, referentes a 849.197 salários de profissionais admitidos e desligados pelas empresas. O valor médio tem como base apenas o que é registrado na carteira profissional, ou seja, não inclui, comissões, diárias, horas extras e demais benefícios


De acordo com o levantamento, entre janeiro e dezembro 2021, o salário médio da categoria para uma jornada de trabalho de 44 horas semanais sob regime CLT (carteira assinada) passou a ser de R$ 1.912,15. O aumento na remuneração é confirmada quando se compara com o valor médio registrado no fechamento do ano de 2020. Segundo o site, até dezembro daquele ano, os profissionais recebiam em média R$ 1.891,71

Ainda segundo o website, sete estados brasileiros registraram valores superiores à média nacional registrada no fim de 2021. São eles, Paraná (R$ 2.091,28), Pará (R$ 2.032,61), São Paulo (R$ 2.005,68), Pernambuco (R$ 1.985,71), Mato Grosso (R$ 1.980,24), Santa Catarina (R$ 1.943,10) e Rio Grande do Sul (R$ 1.925,58).


O levantamento realizado pelo Salario.com.br também traz a média salarial de motoristas carreteiros em dez segmentos (Transporte rodoviário de carga, exceto produtos perigosos e mudanças, intermunicipal, interestadual e internacional; Transporte rodoviário de carga; Transporte rodoviário de produtos perigosos; Construção de rodovias e ferrovias; Fabricação de açúcar em bruto; Comércio varejista de materiais de construção em geral; Cultivo de cana-de-açúcar; Obras de terraplenagem; Construção de edifícios e Coleta de resíduos não-perigosos). Os números apontam que o segmento de Transporte rodoviário de produtos perigosos apresentou a maior média salarial do país, ao longo de 2021, cerca de R$ 1.995,74, também considerando uma jornada de trabalho de 44 horas semanais sob regime CLT (carteira assinada).

Por fim, os dados mais recentes da publicação também traçam o perfil médio dos motoristas carreteiros brasileiros. Segundo o levantamento, o perfil profissional mais recorrente é o de um trabalhador com 39 anos, Ensino Médio incompleto, do sexo masculino e que trabalha 44h semanais.


Sua opinião
Considerando todas as responsabilidades, desafios e riscos enfrentados atualmente pelos motoristas carreteiros brasileiros, como você avalia a média salarial destes profissionais? Para você qual seria a remuneração justa para essa profissão? Deixe sua opinião nos comentários abaixo.

Confira as vagas para motoristas disponíveis: CLIQUE AQUI

Com informações: Salario.com.br

Postar um comentário

3 Comentários

  1. Não inclui comissão,diária,horas extras e demais benefícios.Porque na matemática que não mente esse benefícios não existe.O profissional da operação rodoviária,no brasil e América Latina é muito mal remunerado.Falando de remuneração salário mesmo,e não benefícios que é confundindo por muitos como salário. Porque os custo na estrada são auto demais,para se ter uma vida saudável...

    ResponderExcluir
  2. Muito baixo pelo valor que representa esse profissional operacional, diárias, pernoite e comissão são variáveis para diferenciar empresas de grandes proporcionalidade de recursos e investimento para atrair motoristas, condições humanas e financeiras reais (lazer salário), estão fora da realidade satisfatória.

    ResponderExcluir
  3. O salario do mot . de carreta deveria ja ser , no minimo 3.000,00 r. O salario, sem as vantagens.

    ResponderExcluir

Nunca publique suas informações pessoais, como por exemplo, números de telefone, endereço, currículo etc. Propagandas, desrespeito ou ofensas não serão toleradas nos comentários.