Fretebras Superior

Scania vende primeiros caminhões movidos a gás natural liquefeito (GNL) do Brasil

Scania/Divulgação

Adquiridos pela Morada Logística, primeiros exemplares irão operar inicialmente em rotas no Estado de São Paulo a partir deste mês

Google News
A Scania inicia 2022 escrevendo mais um importante capítulo da história do transporte rodoviário de cargas brasileiro. Pioneira na comercialização de soluções movidas as combustíveis alternativos, a montadora acaba confirmar a primeira venda de caminhões movidos a GNL (gás natural liquefeito) do Brasil.

Operadora logística com 60 anos de atuação e ampla experiência em transporte de cargas dedicadas, a Morada é a grande responsável pela aquisição histórica. Inicialmente, cinco exemplares foram adquiridos pela transportadora paulista e estão previstos para serem entregues no decorrer de 2022. A primeira unidade iniciará as atividades ainda neste mês, operando em rota dedicada no interior do estado de São Paulo. O investimento da empresa em uma frota mais sustentável não para por aí. Outros 25 caminhões Scania movidos a gás natural veicular (GNV) e/ou biometano também foram adquiridos.

“Demos mais um passo histórico, desta vez com a Morada Logística. A Scania assumiu com muita responsabilidade o desafio de liderar a transição para um sistema de transporte mais sustentável. A primeira venda de caminhões movidos a GNL mostra o amadurecimento da Morada na preocupação com a sustentabilidade e a visão de futuro, baseada em viabilidade de dados concretos, escolhendo uma solução que trará muitos benefícios para sua operação”, afirma Silvio Munhoz, diretor de Vendas de Soluções da Scania no Brasil. “Parabéns para a Morada pelo pioneirismo e visão mais sustentável, e por fazer parte de um seleto grupo de transportadoras que grava seu nome na história do transporte de cargas pelo propósito singular de tornar o planeta menos poluído e dependente do diesel.”


"Com mais de 500 equipamentos próprios e 60 milhões de quilômetros rodados por ano, entendemos a nossa responsabilidade e queremos contribuir com a sustentabilidade do transporte rodoviário de cargas. Investir em veículos menos poluentes está entre as nossas apostas de negócio", explica André Leopoldo, CEO da Morada Logística.

A confiança e a escolha dos caminhões Scania movidos a gás é resultado de uma parceria iniciada em 2019, ano em que a transportadora se tornou a primeira empresa a testar as soluções alternativas da marca. De lá para cá, foram mais de 400 mil km rodados entre o interior de São Paulo e Santos, que ajudaram a validar os equipamentos, que hoje fazem parte da frota da companhia. As 30 unidades recém adquiridas serão do modelo R 410 6x2, todas destinadas às operações com carretas de três eixos distanciados. Além dos equipamentos movidos a gás, a empresa também investiu recentemente na aquisição de caminhões elétricos, que hoje atuam em Campinas nas operações de carga fracionada. 

“Operar com equipamentos que utilizam combustíveis alternativos faz parte da estratégia da empresa em oferecer soluções mais completas aos nossos clientes. Atendemos grandes embarcadores, cuja preocupação com políticas ESG (Environmental, Social and Governance) tem aumentado nos últimos anos. Dividir essa responsabilidade é parte importante de nossa parceria”, aponta o CEO.


Transportadora em expansão
Com o processo de Governança implementado desde 2007 e constantes investimentos em capacitação da equipe, inovação e sustentabilidade, a Morada Logística vem demonstrando robustez ao mercado e expandindo os negócios.

Em 2020, a empresa adquiriu a Liran Transportes, de Campinas, inaugurando um novo capítulo ao entrar no setor de cargas fracionadas. Agora, em fevereiro de 2022, a empresa anunciou a incorporação da Itaobi Transportes, aumentando a sua atuação geográfica no fracionado e expandindo as operações para o segmento de granéis sólidos, alimentos e bebidas.

Em sintonia com as comemorações de seis décadas, a Morada Logística também lança uma nova logomarca. "Somos uma empresa de 60 anos que continua inovando e crescendo. A ideia da nova marca é acrescentar uma visão de modernidade à credibilidade conquistada ao longo dos anos. Além disso, é uma ótima oportunidade de integração entre os colaboradores atuais e os recém-chegados", comenta André Leopoldo.


Sobre os caminhões
Desenvolvidos para operações de médias e longas distâncias, os inéditos caminhões pesados Scania movidos a gás contam com motores de 12,7 litros, 6 cilindros, 410 cavalos de potência e Ciclo Otto (o mesmo conceito dos automóveis), construídos para serem 100% a gás e biometano, ou usando uma mistura de ambos.

Por não se tratarem de versões a diesel convertidas, os novos modelos Scania contam com garantia de fábrica e tecnologia confiável que garante um desempenho consistente e força semelhante ao caminhão a diesel. Além disso, os modelos são 20% mais silenciosos e garantem uma redução de até 15% nas emissões de CO2 quando abastecidos com gás natural e de até 90% com biometano. 

Já a segurança é garantida por cilindros construídos com materiais de uso militar e pela presença de três válvulas que liberam o gás em caso de anomalia, anulando assim o risco de explosões ou incêndios. Em total conformidade com a legislação, todos os itens contam ainda com certificação do Inmetro.


Scania/Divulgação

Postar um comentário

0 Comentários