Publicidade

Salário médio de motoristas carreteiros sobe apenas 0,1% e fecha 2020 em R$ 1.891,71

Adobe Stock
O salário de motoristas carreteiros no Brasil registrou uma pequena alta de apenas 0,1% e encerrou 2020 em R$ 1.891,71. A informação é confirmada por um levantamento realizado pelo site Salario.com.br, com base nos dados oficiais e mais recentes do Novo CAGED (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), eSocial e Empregador Web, referentes 619.829 salários e considerando apenas o que é registrado na carteira profissional (valor e carga horária), ou seja, não fazem parte do valor médio as horas extras, comissões e demais benefícios. 

De acordo com o relatório, entre janeiro e junho de 2020, o salário médio da categoria para uma jornada de trabalho de 44 horas semanais sob regime CLT (carteira assinada), era de R$ 1.889,22, o que confirma a leve alta de 0,1% no fechamento no ano. Entretanto, em relação a todo o ano de 2019, quando o salário médio era de R$ 1.912,02, o recuo foi de cerca de 1% em 2020.

Ainda segundo o website, três cidades brasileiras registram valores superiores à média nacional de janeiro a junho deste ano. São elas, Guarulhos (SP), onde os motoristas carreteiros recebem em média R$ 2.092,28, Ponta Grossa (PR) com média salarial de R$ 2.061,34 e Jundiaí (SP), onde os profissionais do volante contam com uma média salarial de R$ 2.019,88.


O levantamento realizado pelo Salario.com.br também traz a média salarial de motoristas carreteiros em dez segmentos (Transporte rodoviário de carga, exceto produtos perigosos e mudanças, intermunicipal, interestadual e internacional; Transporte rodoviário de carga; Transporte rodoviário de produtos perigosos; Construção de rodovias e ferrovias; Fabricação de açúcar em bruto; Comércio varejista de materiais de construção em geral; Cultivo de cana-de-açúcar; Obras de terraplenagem; Construção de edifícios e Coleta de resíduos não-perigosos). Os números apontam que o segmento de Transporte rodoviário de produtos perigosos apresenta a maior média salarial do país no primeiro semestre de 2020, cerca de 2.386,45, também considerando uma jornada de trabalho de 44 horas semanais sob regime CLT (carteira assinada).

Por fim, os dados mais recentes da publicação também traçam o perfil médio dos motoristas carreteiros brasileiros. Segundo o levantamento, o perfil profissional mais recorrente é o de um trabalhador com 37 anos, Ensino Médio incompleto, do sexo masculino e que trabalha 44h semanais.


Sua opinião
Considerando todas as responsabilidades, desafios e riscos enfrentados atualmente pelos motoristas carreteiros brasileiros, como você avalia a média salarial destes profissionais? Para você qual seria a remuneração justa para essa profissão? Deixe sua opinião nos comentários abaixo.

Confira as vagas para motoristas disponíveis: CLIQUE AQUI

Com informações: Salario.com.br

Postar um comentário

0 Comentários