IVECO A gente nao para

Bolsonaro afirma que manifestações de caminhoneiros devem continuar até domingo

Reprodução/Twitter

Durante declaração na noite desta quinta-feira, Presidente da República disse ainda que lembrou a categoria sobre as consequências da continuidade das paralisações

Durante transmissão ao vivo promovida nas redes sociais nesta quinta-feira, 9 de setembro, o Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, afirmou que os protestos de caminhoneiros devem seguir acontecendo pelo menos até o próximo domingo (12). Na tarde de hoje, acompanhado de outros membros do Governo Federal, Bolsonaro se reuniu com lideranças da categoria.

“Estive, hoje à tarde, com 12 pessoas. A maioria caminhoneiros. Vieram falar o que fazer. Eu falei: ‘Olha, para mim, vocês já fizeram uma coisa fantástica’. Ajudaram nesse movimento. Falaram [caminhoneiros] que vão manter o movimento até domingo, é um direito deles”, disse o presidente durante a transmissão.

Bolsonaro lembrou ainda que não houve influência política no movimento e alertou a categoria sobre as consequências da continuidade das paralisações. 

“Vão suspender depois de domingo, não influencio nisso. Fui bem claro: se passar de domingo, ir para segunda, terça, a gente começa a ter problema seríssimo de abastecimento, aumenta a inflação, influencia a economia. Foi fantástico o que eles fizeram, por livre e espontânea vontade, gastando dinheiro do próprio bolso, o recado que eles deram é que nós devemos respeitar a Constituição”, disse. 

Confira na íntegra o pronunciamento:



Manifestações seguem em rodovias federais
Com base nas informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o Ministério da Infraestrutura informou na noite desta quinta-feira (9) uma redução no número de ocorrências de manifestações em rodovias federais. Segundo a pasta, "ainda são identificados pontos de concentração em rodovias federais de 10 estados, com pontos isolados em outros 4", diz em comunicado. 

Ainda segundo o MInfra, "a região Sul (RS, SC e PR) segue concentrando mais da metade das ocorrências neste início da noite. Aglomerações ainda são registradas nos estados de Rondônia, Bahia, Pará, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás e Tocantins".


PRF aumenta efetivo de policiais nas rodovias
Com o objetivo de garantir o fluxo rodoviário nos principais corredores logísticos do país, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) está aumento o efetivo de policiais nos principais pontos de manifestações e bloqueios. Na manhã de hoje (9), a corporação confirmou a atuação de 2 mil agentes em todo o país. Já no início da noite o número saltou para 2.400, graças a chegada de 400 policiais no Sul do Brasil, região que ainda concentra o maior número de pontos de paralisação.


Postar um comentário

0 Comentários