MV Futuro Cereais reduz em 12% o consumo de diesel com a Nova Geração Scania

Scania/Divulgação
Presente em um dos maiores segmentos econômicos do país, o agronegócio, responsável por 21,1% do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil em 2018 e que diariamente é influenciado por diferentes questões, como por exemplo, tabela de fretes, Plano Safra e demais regulamentações ambientais e trabalhistas, a MV Futuros Cereais reforçou recentemente a sua aposta na Scania com a aquisição de três modelos da nova geração de caminhões.

Comandada pelo empresário Mario José de Carvalho Junior, com o apoio gerencial da esposa, Viviane, a empresa paulista, impulsionada pelo otimismo, ciente da importância de uma frota atualizada e atenta a promessa de uma redução de até 12% no consumo de diesel, investiu na aquisição de três modelos R 500 6x4. "Realmente investimos por conta da expectativa de um consumo melhor. Temos três R 500 6x4 e já estamos obtendo com eles 12% de economia de combustível", revela.

LEIA: Nova geração de caminhões Scania garante redução de até 12% no consumo de diesel

"Também apostamos nas soluções da Scania. Treinamos nossos motoristas, conectamos toda a nossa frota e monitoramos os veículos por meio do Fleet Care. Com esse trabalho feito em parceria com a Scania, até os nossos caminhões da geração anterior melhoraram suas performances. Os nossos R 440, por exemplo, estão fazendo uma média de 2,2 km/litro, o que representa 9 a 10% de redução de consumo de combustível", completa o proprietário.

Para Miguel Vieira, Gerente de Vendas da Codema Jundiaí e Sorocaba, responsável por atender e acompanhar o cliente, é este perfil visionário que faz do proprietário um empresário de futuro, sempre à frente da concorrência. "O Mario é um cliente parceiro da Scania. Ele está há muito tempo com a gente e sempre que pode investe em novas soluções. É um cliente que viaja muito para fora do Brasil para pesquisar novidades relacionadas ao seu segmento e é bem antenado com inovações para melhorar o desempenho da frota. Com nosso portfólio de Serviços, por exemplo, ele monitora o consumo de combustível, otimiza o uso da frota, garantindo mais disponibilidade dos veículos, e isso se reverte também em um custo menor de manutenção pra ele", comenta Vieira.

Essa também é a visão do gestor de frotas da Codema, que realiza um trabalho compartilhado com a equipe da Futuro Cereais. Tudo para acompanhar de perto a performance dos veículos e tornar a logística da operação cada vez mais rentável e sustentável. "Este é o meu primeiro cliente de gestão de frotas. E eu fico muito orgulhoso de saber que estou contribuindo para o negócio dele, com a segurança dos motoristas da empresa e com a disponibilidade da frota", pontua o gestor de frotas Fabio Soares Pontes, que também é tecnólogo em logística.


Nova Geração Scania versus concorrência
De acordo com o empresário paulista, anteriormente a frota da empresa era composta por caminhões de marcas concorrentes. Entretanto, esse começou a mudar após a aquisição do primeiro Scania. "Quando penso em consumo, eu faço sempre a seguinte conta: são cerca de R$ 50 mil a mais de diferença do preço do concorrente, mas esse valor eu recupero em um ano com economia no consumo de combustível. Então, realmente vale muito mais a pena. Sem dizer que é um caminhão sensacional, não dá problemas", explica.

Os benefícios colhidos com a marca sueca, influenciaram ainda nas decisões do irmão do empresário que também atua no transporte de grãos. "Meu irmão começou a comprar Scania quando eu mostrei os resultados", lembra. "Depois que o Mario instalou o Communicator nos veículos e passou a utilizar o serviço de gestor de frotas, o irmão dele viu os resultados de economia e acabou de fechar conosco os Serviços Conectados para 34 veículos da empresa dele, além do gestor de frotas também", complementa o gerente de vendas da Codema.

MV Futuros Cereais em números
Atualmente a MV Futuros Cereais conta com 50 funcionários diretos e 40 indiretos que atuam no  transporte de milho, soja, trigo, sordo, entre outros cereais e também no armazém da própria empresa.

Com forte atuação na rota entre os municípios de Itaberá e Pilar do Sul e os terminais do Tietê e o Porto de Santos, a empresa paulista é responsável pelo transporte anual de 220 mil toneladas de cereais, das quais 110 mil são levadas pela frota própria da Futuro Cereais, hoje 100% Scania. "Tenho 13 caminhões da marca. Renovo minha frota a cada cinco anos. Mas se a tabela do frete melhorar, vou comprar mais 10 veículos", conta Mario.

Para o futuro, as expectativas são de expansão. "A expectativa é de crescimento. Já estamos construindo uma nova sede e pretendo finalizar as obras até o final do ano. Ainda para 2019, tenho o objetivo de chegar a 250 mil toneladas de grãos transportados. E, daqui a dois anos, quando completarmos 10 anos de mercado, espero estar transportando 360 mil toneladas anualmente", conclui Mario.
Scania/Divulgação
TEXTO: Lucas Duarte
Com informações: Scania
Caminhões e Carretas

Postar um comentário

0 Comentários