Bolsonaro suspende o uso de radares móveis a partir desta quinta-feira

PRF/Divulgação
Antecipando uma promessa feita no início desta semana, o Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro (PSL) determinou a suspensão do uso de radares móveis em rodovias federais de todo o país. A decisão acontece por meio de dois despachos publicados nesta quinta-feira, 15 de agosto, no Diário Oficial da União (DOU). 

De acordo com o primeiro despacho, a medida tem como principal objetivo "evitar o desvirtuamento do caráter pedagógico e a utilização meramente arrecadatória dos instrumentos e equipamentos medidores de velocidade".


Já o segundo despacho, determina que o Ministério da Justiça e Segurança Pública revise os atos normativos internos que dispõem sobre a atividade de fiscalização eletrônica de velocidade em rodovias e estradas federais pela Polícia Rodoviária Federal e suspenda o uso de equipamentos medidores de velocidade estáticos, móveis e portáveis até que o Ministério da Infraestrutura conclua a reavaliação da regulamentação dos procedimentos de fiscalização eletrônica.

Durante a inauguração de um trecho duplicado da BR-116/RS na última segunda-feira, 12 de julho, Bolsonaro classificou o uso de equipamentos móveis de fiscalização como "caça-níquel" e parte de uma indústria de multas. “Isso é coisa de uma máfia de multas, é um dinheiro que vai para o bolso de poucos aqui no Brasil, é uma indústria de multas”, disse o Presidente.

LEIA: Bolsonaro anuncia fim dos radares móveis a partir da próxima semana

Confira na íntegra os despachos: CLIQUE AQUI

TEXTO: Lucas Duarte

Postar um comentário

0 Comentários