DNIT e Exército iniciam obras emergências para restabelecer o tráfego na BR-163/Pará

Após uma semana de intensas chuvas, atoleiros, acidentes e caos no trecho não pavimentado da BR-163 no estado do Pará, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) e o Exército Brasileiro iniciaram obras emergências para restabelecer o tráfego na rodovia federal.


Assim como nos anos anteriores, os atoleiros voltaram a provocar filas de caminhões com mais de 40 quilômetros de extensão e chegaram a interditar totalmente a rodovia na região norte do país, impedindo o escoamento da safra 2018/2019 e trazendo uma série de problemas para os caminhoneiros que circulam pela região. 

Na tarde desta sexta-feira, 1º de março, o Diretor Geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), general Santos Filho, uma reunião com o Exército Brasileiro e a Polícia Rodoviária Federal (PRF). O encontro teve como objetivo definir ações emergenciais para garantir o fluxo de veículos na rodovia BR-163/PA. 


Confira as medidas definidas: 

1- Retenção do tráfego de caminhões: As equipes do DNIT, Exército e PRF estão retendo os caminhões carregados no Posto de Controle de Trânsito (PCtran) da Serra da Anita, sentido norte, rumo aos portos de Miritituba/PA. O objetivo é garantir o escoamento da produção de soja e evitar o acúmulo dos veículos em Moraes Almeida/PA, onde a subida das serras está com a pista escorregadia, dificultando a passagem de caminhões carregados.

2- Rodovia fechada no período noturno: Devido às fortes chuvas que acometem a região, fica estabelecido que os caminhões não poderão ultrapassar o checkpoint 1, no horário compreendido entre as 22h e 06h. Esse bloqueio ocorrerá no sentido norte do PCTran 1, em Santa Julia, próximo a Novo Progresso/PA. A medida leva em conta questões de segurança e conservação da rodovia.

3- Obras emergenciais: Para garantir a recomposição do solo da BR-163, a manutenção emergencial está sendo realizada através de rachão (pedras), além de mistura de solo e brita para devolver a trafegabilidade nesses pontos. Segundo a previsão dos técnicos do DNIT, a recuperação será finalizada neste sábado, 2 de março.

4- Apoio aos caminhoneiros – As equipes que atuam no local estão dando suporte aos ocupantes dos veículos paralisados na região, distribuindo água e garantindo assistência médica em caso de emergência. Equipe de motociclistas da PRF também estão trabalhando para organizar a fila de caminhões no local e o trânsito.

5- Pesagem - Outra medida para garantir o fluxo de veículos na BR-163/PA no período de escoamento da safra de grãos será a fiscalização através de um posto de pesagem instalado em Guarantã do Norte/MT, que será iniciada no mês de março. O objetivo desta ação é evitar a subida para os portos de caminhões com excesso de carga, que acabam degradando a rodovia. As carretas com peso acima do recomendado não poderão continuar a viagem a partir do posto de pesagem entre a divisa do Mato Grosso e Pará.

6- Ação coordenada – As equipes do DNIT, Ministério da Infraestrutura, Exército e PRF atuam de maneira coordenada, no local e em Brasília, para garantir a liberação do tráfego no local. Representantes das entidades realizarão reuniões de acompanhamento e controle frequentes, na Sede da autarquia. As equipes locais também realizarão alinhamentos diários para garantir resposta rápida às situações que ocorrerem no trecho.

Pavimentação total da BR-163 
No início de fevereiro, em viagem pela BR-163, abordo de um caminhão, o Ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas traçou com uma de suas principais metas a conclusão total da pavimentação do trecho entre a divisa do estado do Mato Grosso até Santarém, Pará. A obra está estimada em R$ 2,55 bilhões e com previsão para ser concluída até o fim de 2019.

LEIA: Ministro da Infraestrutura viaja de caminhão para conhecer de perto os desafios da BR-163

Privatização da BR-163

O Ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, afirmou no fim de janeiro que após a conclusão da pavimentação da BR-163 no norte do país, a rodovia federal será concedida a iniciativa privada.

LEIA: Governo Bolsonaro asfaltará BR-163 até Miritituba e depois concederá rodovia


TEXTO: Lucas Duarte

Com informações: DNIT

Postar um comentário

0 Comentários