Mack Defense desenvolve caminhão exclusivo para o Exército dos Estados Unidos

A divisão militar da montadora norte-americana, Mack Trucks, batizada de Mack Defense, iniciou recentemente a produção de cinco de caminhões basculantes para as forças armadas dos Estados Unidos. A ação faz parte do programa Production Vehicle Testing (PVT) que em parceria com o governo americano conta com um aporte de US $ 296 milhões.
Baseados no consagrado Mack Granite, os modelos basculantes pesados na versão militar foram batizados de ​​M917A3 (HDT) e após a conclusão da produção, passarão por 40 semanas de testes de durabilidade no Centro de Testes do exército norte-americano, localizado em Aberdeen, Washington. 
"Nossa equipe de produção e fornecedores estão animados para começar a construir essa nova geração de HDTs para o Exército dos EUA", disse David Hartzell, presidente da Mack Defense. "Estamos confiantes de que o M917A3 proporcionará ao Exército a durabilidade e resistência lendárias que os clientes da Mack já conhecem".
Os caminhões aumentarão a eficácia operacional e a prontidão e apoiarão as operações de mobilidade, contra-mobilidade, sobrevivência e sustentação para as Forças Conjuntas em áreas do mundo com infraestruturas austeras e pouco ou nenhum apoio.
"Tivemos reuniões regulares com nossos parceiros do Exército dos EUA em preparação para a fase PVT do contrato, e estamos ansiosos para fornecer um caminhão robusto e confiável que atenda às suas exigências", disse Jack Terefinko, gerente do programa HDT do Mack Defense.
Com base no modelo voltado para o seguimento da construção civil, Mack Granite, os engenheiros da Mack Defense otimizaram o M917A3 HDT para atender às necessidades atuais do Exército dos EUA. Com eixos traseiros mais pesados, tração nas quatro rodas e maior altura de suspensão, o M917A3 é capaz de atender aos exigentes requisitos de carga e mobilidade definidos pelo programa HDT do Exército dos EUA.

TEXTO: Lucas Duarte
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário