Nova Geração Scania chega oficialmente ao Brasil e a América Latina

Cumprindo com o prometido em agosto, a Scania lançou oficialmente nesta semana a nova geração de caminhões no Brasil e na América Latina. Diferentemente do que se viu nos últimos dois anos no mercado europeu, por aqui toda a gama foi apresentada ao mesmo tempo. 
De acordo com a montadora sueca, a nova geração é a plataforma que a empresa encontrou para firmar-se na jornada da sustentabilidade e consolidar-se como líder na transformação de todo o ecossistema de transporte e logística.
“Estamos colocando no mercado uma ferramenta de negócio única – um pacote de produto e serviço que traz um novo sentido à indústria pelo fato de unir tecnologia, design, e eficiência, inovação, e customização e sustentabilidade, capaz de atender as atuais demandas ao mesmo tempo que está pronto para o futuro”, afirma Christopher Podgorski, Presidente e CEO da Scania Latin America.
Além do design totalmente novo, a nova geração Scania se destaca também pela chegada e introdução de cinco novos motores que podem ser abastecidos com combustíveis alternativos, como por exemplo, bioetanol e biometano. A novidade, demonstra a preocupação da Scania em antecipar as principais tendências de mercado por um transporte com menos impacto ao meio-ambiente, com mais eficiência e rentabilidade.
“Temos a tecnologia e temos a comprovação é de esse caminho faz todo o sentido para a América Latina. Usar motores movidos a combustível alternativo é sustentável do ponto de vista financeiro e no quesito de impacto ao meio ambiente, o que acaba beneficiando a população e a sociedade em geral”, destaca Podgorski.
Investimento na casa de bilhões
O lançamento da nova geração na América Latina requereu uma série de investimentos financeiros e em capacitação das pessoas. “Serão de R$ 2,6 bilhões investidos até 2020, recurso direcionado na preparação da nossa planta fabril e a rede de concessionários na América Latina”, diz Podgorski.
Entre as novidades do complexo fabril da Scania no Brasil, localizado em São Bernardo do Campo, São Paulo, destaca-se a fábrica de Solda de Cabinas que representa o estado da arte em automação e o End Flow, ou Revisão Final, área onde todos os veículos produzidos passam por um check-list detalhado antes de ser entregue aos clientes.
Podgorski conta que a empresa investiu também na capacitação e no envolvimento dos colaboradores. “Isso começou há quatro anos. Houve um trabalho de equipe muito forte – esse é um projeto 100% multidisciplinar.”, afirma. “Tivemos um duplo desafio: produzir caminhões da série atual para abastecer o mundo e simultaneamente trabalhar para introdução de uma nova geração. Isso demandou uma dedicação extraordinário da Organização. Mas conseguimos. Vamos fechar o ano com chave de ouro: recorde de produção e uma nova geração estreando na América Latina.”
Geração de números expressivos 
Quando comparada com a linha anterior (P, G, R) a nova geração Scania apresenta números expressivos de evolução, de novas configurações e de opções para os transportadores. Destaca-se um aumento de 7 para 19 opções de cabine (P, G, R, S e XT), 7 configurações de eixos, 14 configurações de roda, aumento de 5 para 26 opções de entre-eixos, aumento de 3 para 4 opções de motores (7, 9, 13 e 16 litros), e 11 potências (220, 250, 280 (7 litros), 280 (9 litros), 320, 360, 410, 450, 500, 540 e 620 cv). 

Vendas
Outra promessa cumprida pela Scania nesta semana é o início das vendas. Seguindo o calendário previsto, todas as concessionárias da marca começaram a receber pedidos dos modelos da nova geração desde a última segunda-feira (29). 
Segundo a montadora, em apenas dois dias de comercialização (29 e 30 de outubro de 2018), 300 unidades já foram encomendadas em todo o país. Já o faturamento dos pedidos, ou seja, a entrega está prevista para começar a partir de fevereiro de 2019. 


Saiba mais sobre a nova geração Scania: 
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário