Ministério do Transportes aprova restrição ao tráfego de caminhões no Anel Rodoviário de BH

Após uma reunião na tarde desta quarta-feira (10) entre representantes da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), da concessionária Via-040 e da Prefeitura de Belo Horizonte, o ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella, aprovou a implantação de restrição a circulação de caminhões no Anel Rodoviário que corta a capital mineira. 
A autorização foi confirmada pelo prefeito Alexandre Kalil, através das redes sociais. Em novembro do ano passado o próprio Prefeito tomou frente dos problemas frequentes do Anel Rodoviário e apontou as restrições como uma solução emergencial. “É um primeiro passo para acabar com a matança no Anel Rodoviário. Estou muito feliz pela iniciativa da ANTT, da concessionária VIA040, da Polícia Rodoviária Federal e da Polícia Militar Rodoviária, que se sensibilizaram sobre o tema. Depois de anos e anos de descaso e desprezo, esse pessoal sabe da importância de estarmos engajados para resolver o problema”, afirmou.
Além da aprovação da restrição, o ministro autorizou a continuidade dos estudos que estão sendo feitos pela BHTrans, Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Polícia Militar Rodoviária (PMRv) para a revitalização da via. Quintella destacou ainda o andamento dos projetos das obras para a solução definitiva dos problemas do Anel Rodoviário.
A expectativa do Prefeito da capital mineira e do grupo de trabalho responsável pelo plano emergencial da Prefeitura de Belo Horizonte é de que a restrição comece a valer a partir de março, inicialmente no trecho do Anel entre o bairro Olhos D´Água (entroncamento com a BR-356) e a avenida Amazonas, de responsabilidade da VIA040.
A medida anunciada pela prefeitura é vista com bons olhos por grande parte da população belo-horizontina, mas sem levar em consideração o impacto da restrição ao transporte rodoviário de cargas.

TEXTO: Lucas Duarte
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

3 comentários:

  1. Carregue as mercadorias nas costas .eu e muitos colegas com certeza vão abandonar está profição.paiz de puliticos cegos vai chegar um tempo que vcs vão querer trazer motorista de caminhão de fora .nós trabalhadores da estrada nunca tivemos valor .

    ResponderExcluir
  2. Esses Pulítico que não fazem obras para melhorar a cidade só que funeral com a vida de que trabalhar.

    ResponderExcluir
  3. Pacaba hein eles tem que investir em obras de melhorias de fluxo no anel viário não cololocar restrição é mais uma forma de ganhar em cima de nóis motoristas ou seja multa para o município arrecadar vergonha desse Brasil.

    ResponderExcluir