Facchini

Randon New R

Preço médio do diesel varia de R$ 5,99 a R$ 6,14 na primeira quinzena de janeiro

Mão de homem segurando bico de bomba de combustível verde enquanto abastece caminhão
Bing

Preço médio do diesel comum apresentou redução de 0,50% em relação a dezembro, já o tipo S-10 registrou queda de 0,65% 

Google News
De acordo com a mais recente análise do Índice de Preços Edenred Ticket Log (IPTL), levantamento que consolida o comportamento de preços das transações nos postos de combustível, trazendo uma média precisa, o preço médio do litro do óleo diesel ficou mais barato no início de 2024. O tipo comum fechou a primeira quinzena de janeiro com preço médio de R$ 5,99, com redução de 0,50% ante dezembro. Já o S-10 fechou o período sendo vendido em média por R$ 6,14, após ficar 0,65% mais barato para os motoristas. 


A redução para o diesel anunciada no final de dezembro somada a reoneração do combustível válida desde o dia 1º de janeiro, resultou em um recuo sutil de menos de 1% no preço repassado aos motoristas”, destaca Douglas Pina, Diretor-Geral de Mobilidade da Edenred Brasil.

LEIA TAMBÉM

Na análise por regiões, o combustível registrou redução no preço apenas no Centro-Oeste, de 0,66% para o comum e de 0,32% para o S-10, que fechou a R$ 6,02 e R$ 6,21, respectivamente. Os aumentos mais expressivos foram identificados nas bombas de abastecimento do Nordeste, onde o comum foi comercializado a R$ 6,03, após ficar 1,52% mais caro, e S-10 a R$ 6,12, com aumento de 0,99%. Já as médias mais baixas foram registradas na Região Sul, que comercializou o comum a R$ 5,83 e o S-10 a R$ 5,90. O Norte registrou as médias mais altas, com o comum a R$ 6,60 e o S-10 a R$ 6,55. 


Considerando cada estado separadamente, aumentos para um ou para os dois tipos de diesel foram registrados principalmente nas unidades federativas que compõem as regiões Sul e Nordeste. O acréscimo mais expressivo para o diesel comum, de 5,08%, foi identificado nas bombas de abastecimento do Sergipe, que fechou a R$ 6,82. Já a maior redução, de 4,60%, foi registrada em Alagoas, que fechou a quinzena a R$ 6,02. O Amapá comercializou o comum mais caro entre os estados, a R$ 7,47, e o Tocantins o mais barato, a R$ 5,70. 

Os postos amapaenses também registraram o diesel S-10 pelo preço médio mais caro de todo o território nacional, a R$ 7,38, e o Rio Grande do Sul, o mais barato, R$ 5,87. A alta mais expressiva, de 2,72%, foi identificada na Bahia, que fechou com o litro a R$ 6,04. Já a maior redução para o S-10, de 0,81% foi registrada nas bombas de abastecimento do Tocantins, onde o litro fechou a R$ 6,10.



NOTÍCIA ANTERIOR PRÓXIMA NOTÍCIA