Empresa norte-americana apresenta primeiro caminhão movido a amônia

Amogy/Divulgação

Freightliner Cascadia é o primeiro caminhão a receber o trem de força com potência de 410 cv e autonomia para 800 km; amônia tem grande potencial para ser um combustível muito mais barato

Eletricidade, Gás Natural Veicular (GNV), Gás Natural Liquefeito (GNL), Hidrogênio e Óleo Vegetal Hidrotratado (HVO), essas são algumas das soluções que vem sendo consideradas pelo industria mundial do transporte como uma importante alternativa ao tradicional óleo diesel, afim de reduzir ou até mesmo zerar as emissões de poluentes no setor ao longo dos próximos anos. Neste mesmo sentindo, a Amogy, empresa norte-americana fundada por ex-alunos do MIT (Massachusetts Institute of Technology), acaba de relevar ao mercado uma nova solução: O primeiro caminhão pesado movido a amônia.

Tendo como base um cavalo mecânico Freightliner Cascadia 2018, a empresa de tecnologia desenvolveu um inédito trem de força que traz como principal diferencial um motor de 300 kW, o equivalente a 410 cavalos de potência, alimentado por 900 kWh de energia, oriunda da amônia armazenada nos tanques de combustível e que garante uma autonomia para cerca de 800 quilômetros. Outro diferencial da inédita solução é o tempo de abastecimento, apenas 8 minutos, além da plena capacidade de zerar as emissões de poluentes, como CO2 e material particulado.


Amogy/Divulgação
Para a empresa norte-americana, a amônia é uma solução com grande potencial e clara viabilidade, especialmente devido a significativa disponibilidade. Anualmente, 200 milhões de toneladas de amônia são produzidas e transportadas em todo o mundo. Além disso, a amônia líquida tem uma densidade de energia aproximadamente três vezes maior que o hidrogênio comprimido e requer significativamente menos energia, tornando seu armazenamento e transporte econômicos. Em outras palavras, é seguro afirmar que pode se tratar de um combustível muito mais barato. 

Além de sua incrível densidade de energia e fase líquida em temperatura ambiente, a amônia é um combustível ideal para alcançar a descarbonização rápida de transportes pesados ​​porque está disponível globalmente com a infraestrutura existente já instalada”, disse Seonghoon Woo, CEO da Amogy. “Essa conquista não apenas mostra a tecnologia da Amogy como uma solução acessível e escalável para caminhões, mas também destaca as capacidades e a dedicação de nossa excelente equipe”, completa.

Ainda neste mês, o inédito caminhão pesado movido a amônia passará por uma nova e intensa bateria de testes que simulará diferentes condições operacionais do mundo real, afim de atestar e assegurar todas as vantagens da solução. 



Postar um comentário

0 Comentários