Da versatilidade à durabilidade: Como escolher a escavadeira hidráulica ideal?

Link-Belt/Divulgação

Para a empresa de materiais agregados de construção, robustez e adaptabilidade também são importantes

Google News
A robustez e adaptabilidade da escavadeira hidráulica a diversas frentes de trabalho, certamente faz dela um equipamento indispensável em operações da construção civil, aterros sanitários e também mineração. A força para escavar se dá pelo sistema hidráulico que bombeia óleo para os pistões, gerando a força necessária para a realização da operação, com estabilidade e segurança.

O distribuidor Link-Belt La Conquista S.A., da Guatemala, acaba de entregar mais quatro escavadeiras, 210X3E e 360X3E, a um amigo e cliente fiel. Os equipamentos vão trabalhar pesado na Piedrin del Sur, que é uma empresa fundada há mais de 11 anos e dedicada à exploração de materiais e agregados de construção como areia branca, areia de minas, cascalho ou pedra, rocha para proteção de afluentes fluviais, além de uma base para asfalto e estradas.


Escolha por área de atuação
A escolha da escavadeira 210X3E levou em consideração o sistema hidráulico controlado eletronicamente, que reduz o consumo de combustível em 14% e aumenta a velocidade de trabalho em 4%, quando comparado com a série anterior. Tal desempenho é possível graças à combinação de tecnologias de última geração, acrescentando mais inteligência no controle de bombas com o motor ISUZU. Além disso, a 210X3E oferece ciclos mais rápidos e menor consumo de combustível, uma opção excelente para areia.

A máquina oferece ainda economia com potência aplicada, que permite escolher a melhor combinação de força, precisão e menor consumo de combustível para o trabalho com brita ou movimentação de pedras.

Já o modelo 360X3E proporciona à Piedrin del Sur maior capacidade de escavação, velocidade de giro e elevação simultâneas, que resultam em ciclos de trabalhos rápidos. A tecnologia hidráulica controlada eletronicamente das bombas Kawasaki, dois pistões axiais de deslocamento variável e uma engrenagem, assegurando potência hidráulica fornecida com precisão quando e onde for necessária. Ao mesmo tempo, a vazão hidráulica em áreas não críticas do sistema é reduzida.


Escavadeiras para trabalho pesado com durabilidade
O gestor da Piedrin, Carlos Ochoa, tem mais de 30 anos de experiência na área e conheceu a Link-Belt em 2001, depois de ter muitos problemas com equipamentos de outra marca. “Vi que as máquinas Link-Belt trabalhavam duro e não danificavam. Assim que fundei a Piedrin del Sur, passei a adquirir as escavadeiras vermelhas”, contou Ochoa, que hoje possui 12 escavadeiras da marca.

Um dos objetivos da Link-Belt é descomplicar as manutenções diária e programada dos equipamentos, garantindo, assim, a durabilidade das escavadeiras. Prova disso é a facilidade de acesso a todos os pontos de checagem de rotina, que ficam ao nível do solo. Isso inclui fácil acesso a baterias, filtros de combustível, óleo do motor, ar de dois elementos e do ar-condicionado da cabine. Até mesmo as telas de proteção do radiador são de fácil limpeza e um plugue verde, um dispositivo que facilita a troca de óleo, evita vazamentos e oferecendo rapidez no processo.

O suporte oferecido aos clientes pela equipe técnica da Link-Belt também integra as iniciativas da empresa para otimizar o serviço de manutenção. “A companhia conta com um centro de distribuição de peças e um depósito com uma infraestrutura completa e alta capacidade de armazenamento - 60 mil peças originas em estoque - e logística. Além disso, a prioridade é atender com agilidade o cliente em campo”, explica o especialista de Produto, Vladimir Machado.

FONTE: Divulgação

Postar um comentário

0 Comentários