Scania 65 anos

Desenvolvimento do FPT Cursor 13 da Copa Truck tem novidades em Londrina

Duda Bairros/Copa Truck

Após a vitória de Felipe Giaffone na etapa de Goiânia, motores da FPT Industrial voltam à pista neste fim de semana revisados e atualizados com componentes de última geração

Google News
Toda a energia do FPT Cursor 13, produzido pela FPT Industrial, marca do Iveco Group, acelera os pilotos Felipe Giaffone #4, Djalma Pivetta #21 e Raphael Abbate #26, da equipe Usual Racing, e Felipe Tozzo #57, da FPT/Dakar Motorsports, na quinta etapa da Copa Truck em Londrina (PR). Os caminhões IVECO voltam à pista neste fim de semana com novidades nos motores que elevam ainda mais a competitividade na temporada 2022, após a vitória de Giaffone na categoria Pro, os pódios de Pivetta e de Tozzo na categoria Super Truck, em Goiânia (GO).


Os propulsores da maior competição de caminhões do Brasil foram revisados e atualizados com componentes de última geração, incluindo o sistema de embreagem que recebeu update no conjunto de deslocamento e acionamento. Além disso, o caminhão de Abbate passou por atualização na suspensão dianteira, solução já validada por Pivetta e Giaffone.

Sempre ativa em competições como o Mundial de MotoGP, o European Truck Racing Championship e o Rally Dakar, a FPT Industrial tem na Copa Truck um importante laboratório para seu time de Pesquisa & Desenvolvimento. O aprimoramento contínuo dos motores de competição só é possível graças aos esforços e a integração entre as engenharias da marca, da IVECO e equipes, nas atividades de oficina e testes em campo.


“O motor FPT Cursor 13 de competição é muito robusto, sendo aplicado nas condições mais severas. A evolução da aplicação ao longo da temporada acontece graças aos esforços em conjunto com nossos parceiros. Nos debruçamos a cada dia pensando no máximo resultado”, aponta Edinilson Almeida, especialista de Marketing Produto da FPT Industrial.

Com seis cilindros, o motor FPT Industrial da Copa Truck entrega alta densidade de potência e acelerações mais rápidas. O propulsor de competição também é mais leve, proporcionando melhor distribuição de peso dos caminhões, com a força e a durabilidade já reconhecidos do FPT Cursor 13. “A Copa Truck atesta nossos produtos para máximo rendimento, seja qual for o uso e aplicação”, acrescenta Almeida.

FONTE: Divulgação

Postar um comentário

0 Comentários