Mercado de implementos recua 1,02% até o fim de maio

Coopercred Implementos/Divulgação

Mais de 62 mil implementos rodoviários foram entregues em todo o país até o fim de maio; Para a ANFIR, renovação de frota antecipada deve impulsionar setor no restante do ano

Google News
O mercado brasileiro de implementos rodoviários encerrou o mês de maio registrando o leve recuo no número de entregas, mas mantendo boas expectativas para o restante do ano, especialmente em relação ao segundo semestre de 2022.

De acordo com o balanço oficial da Associação Nacional dos Fabricantes de Implementos Rodoviários (ANFIR), 61.919 implementos rodoviários foram emplacados em todo o Brasil de janeiro a maio, leve recuo de apenas 1,02% em relação aos cinco primeiros meses de 2021, quando 62.555 exemplares foram entregues. 


Considerando cada segmento separadamente, nos cinco primeiros meses de 2022 foram comercializadas 28.623 carrocerias sobre chassi,  alta de 11,05% em relação ao mesmo período de 2021, quando foram comercializadas 25.776 unidades. 

Já o segmento de reboques e semirreboques chegou ao fim de maio com um total de 33.296 unidades comercializadas, queda de 9,47% em relação ao em relação ao mesmo período de 2021, quando foram comercializadas 36.779 unidades.


Renovação antecipada de frotas de aquecer o setor
Apesar do leve recuo registrado até o momento, a ANFIR mantém boas expectativas de vendas para o restante de 2022, especialmente devido ao processo de antecipação de renovação de frota de caminhões, provocado principalmente pelas mudanças nas regras de emissões que entrarão em vigor a partir de janeiro de 2023, através do Proconve P8. "Teremos pela frente uma oportunidade importante para nossa indústria alavancar suas vendas no segundo semestre", diz José Carlos Spricigo, presidente da ANFIR.

A ação de antecipação de renovação de frota de caminhões tradicionalmente aquece as vendas de implementos rodoviários. "O operador logístico aproveita para atualizar o equipamento produzido por nossa indústria e as empresas se preparam para oferecer condições atraentes para seus clientes", explica o presidente da ANFIR. "Dessa forma poderemos esperar uma curva positiva de emplacamentos de implementos rodoviários no segundo semestre de 2022", completa.

Confira na íntegra os números da ANFIR: CLIQUE AQUI

Caminhões e Carretas

Postar um comentário

0 Comentários