Fretebras Superior

Entidade recomenda reajuste de 3,10% no valor do frete para compensar nova alta do diesel

Valéria  Da Silva P.
Fretebras Post1

Segundo a NTC&Logística, percentual é o mínimo deve ser aplicado imediatamente e de forma emergencial;  diesel é um dos maiores custos do transporte atualmente

Google News
A Petrobras colocou em prática nesta terça-feira, 10 de maio, um novo aumento de 8,87% no preço do óleo diesel, cerca de R$ 0,40 por litro, passando de R$ 4,51 para R$ 4,91 nas refinarias de todo o país.


Para a NTC&Logística, a nova alteração de preços agrava de maneira significativa a situação econômica do transporte rodoviário de cargas brasileiro, especialmente quando se trata da dificuldade de se repassar os custos, inclusive gerados por aumentos anteriores. 

De acordo um estudo da entidade, o aumento colocado em prática pela Petrobras, acarreta a necessidade de um reajuste adicional emergencial de no mínimo 3,10% nos valores dos fretes.


Fretebras Post2

"É imprescindível, para manter a contento a saúde financeira das empresas transportadoras, que sejam repassados de forma imediata o acumulado dos aumentos de combustível, até porque este é um custo relevante e que não há formas de reduzi-lo pelo lado do consumo (as que existem já foram adotadas)", destaca nota da entidade.

Ainda segundo a NTC&Logística, é fundamental que os transportadores negociem e incluam tanto em contratos antigos quanto em novos, um gatilho para os aumentos no preço do óleo diesel.


Postar um comentário

0 Comentários