IVECO A gente nao para

8 estados já contam com manifestações de caminhoneiros

Reprodução/G1

Novos pontos de manifestação de caminhoneiros foram confirmados pelo Ministério da Infraestrutura e pela Polícia Rodoviária Federal (PRF)

O início da noite desta quarta-feira, 8 de setembro, vem sendo marcado por um crescimento significativo no número de pontos de manifestações e paralisações de caminhoneiros em rodovias federais de todo o Brasil. Ao menos 8 estados já registram pontos de bloqueios da categoria.

De acordo com as atualizações mais recentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF), as manifestações acontecem na Bahia, Espírito Santo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Santa Catarina, Paraná, Maranhão e Rio Grande do Sul

Favoráveis ao Governo do Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, os atos são marcados pela presença de faixas a favor da democracia, bandeiras do Brasil e questionamentos contra o Supremo Tribunal Federal (STF).

Agora a pouco, mais precisamente às 19h24, o Ministério da Infraestrutura afirmou por meio de nota que equipes da PRF já atuam nos pontos de manifestações para garantir o fluxo livre ainda nesta quarta-feira. "Em nenhum ponto é registrado bloqueio total da pista. A PRF está nos locais identificados e trabalha pela garantia do livre fluxo.", afirma. "Ao todo, já foram debeladas 67 ocorrências com concentração de populares e tentativas de bloqueio total ou parcial de rodovias durante as últimas horas.", completa o comunicado.


Confira a relação de pontos de manifestações

Bahia
De acordo com as equipes da PRF na Bahia, protestos de caminhoneiros estão sendo registrados em dois pontos na BR-242 nesta quarta-feira, sendo, na saída de Luís Eduardo Magalhães, em direção a Barreiras; e na saída de Barreiras rumo a Salvador.

Espirito Santo
Às 18h desta quarta-feira (8), a PRF informou 15 pontos de paralisação de caminhoneiros em quatro rodovias federais que cortam o Espirito Santo, sendo: 

BR-101 km 137 (Linhares)
BR-101 km 181 (Aracruz)
BR-101 km 204 (João Neiva)
BR-101 km 214 (Ibiraçu)
BR-101 km 247 (Serra)
BR-101 km 306 (Viana)  
BR-101 km 372 (Iconha)  
BR-101 km 414 (Itapemirim)
BR-101 km 426 (Atílio Vivácqua) 
BR-101 km 451 (Mimoso do Sul) 
BR-262 km 17 (Viana) 
BR-262 km 157 (Ibatiba)
BR-447 km 12 (Capuaba e Vila Velha) 
BR-482 km 75 (Alegre) 
BR-482 km 104 (Guaçuí)

Maranhão
Já no estado maranhense, as manifestações de caminhoneiros se concentram desde a parte da manhã nas imediações do município de Riachão (MA).

BR-230 - Riachão

Mato Grosso
Às 17h18 desta quarta-feira, a Concessionária Rota Oeste, responsável pela BR-163/MT informou os seguintes pontos de manifestações de caminhoneiros: 

BR-163 km 117 (Rondonópolis)
BR-163 km 593 (Nova Mutum)
BR-163 km 601 (Nova Mutum)
BR-163 km 621 (Nova Mutum)
BR-163 km 687 (Lucas do Rio Verde)
BR-163 km 746 (Sorriso)
BR-163 km 752 (Sorriso)
BR-163 km 821 (Sinop)

Mato Grosso do Sul
Pontos de manifestação em levantamento. Aguarde...

Paraná 
Também na tarde hoje, mais precisamente às 15h24, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou os seguintes pontos de paralisação no estado do Paraná: 

BR-277 km 7 (Paranguá)
BR-476 km 195 (Lapa)
BR-476 (São Mateus do Sul)
BR-376 km 188 (Maringá)
BR-376 km 109 (Paranavaí)

Rio Grande do Sul
Pontos de manifestação em levantamento. Aguarde...

Santa Catarina
Já em Santa Catarina, estado em que concentra o maior número de manifestações e paralisações, a PRF informou às 19h30 os seguintes pontos de bloqueio de caminhões: 

BR-101 km 09 (Garuva)
BR-101 km 10 (Garuva)
BR-101 km 25 (Joinville)
BR-101 km 72 (Araquari)
BR-101 km 353 (Jaguaruna)
BR-101 km 402 (Maracajá)
BR-101 km 419 (Araranguá)
BR-101 km 451 (São João do Sul)
BR-280 km 1,4 (São F. do Sul)
BR-280 km 11 (São F. do Sul)
BR-280 km 55 (Guaramirim)
BR-280 km 121 (São Bento do Sul)
BR-280 km 230 (Canoinhas)
BR-116 km 07 (Mafra)
BR-116 km 138 Santa (Cecília) 
BR-470 km 4 (Navegantes)
BR-470 km 45 (Gaspar)
BR-282 km 507 (Xanxerê)
BR-282 km 606 (Maravilha)
BR-282 km 646 (São Miguel do Oeste)

Confira na íntegra o comunicado do MInfra: CLIQUE AQUI


Postar um comentário

0 Comentários