Óleo diesel está 45% mais caro que em 2020

Marcelo Camargo/Agência Brasil
Um novo levantamento realizado pelo Índice de Preços Ticket Log (IPTL) confirmou um aumento de 5,62% no preço médio do diesel no fim de maio, na comparação com o fechamento de abril. O combustível foi comercializado a R$ 4,699 nos postos, valor 45,12% acima do registrado em maio do ano passado. Já o diesel S-10, encontrado a R$ 4,760, avançou 5,87% em relação ao último mês e está 45,48% maior que no mesmo período de 2020.

“A redução em abril, que interrompeu uma sequência de cinco aumentos consecutivos até março, já não havia sido mantida no início de maio. Agora, com os dados médios do mês, vemos que os preços voltaram a subir no País. Na comparação com março, inclusive, o diesel está 4,72% mais caro, e o diesel S-10, 4,87% acima”, pontua Douglas Pina, Head de Mercado Urbano da Edenred Brasil.

 A região Sul segue registrando os maiores aumentos no preço do combustível, sendo, de 7,28% no valor médio por litro do diesel comum, e de 7,46% no caso do S-10. Entretanto, a mesma região ainda apresenta os preços médios mais baixos no período, de R$ 4,360 o litro do tipo comum, e R$ 4,408 do S-10.


Já os preços médios mais elevados estão sendo encontrados na Região Norte, que também apresentou os menores aumentos. O diesel comum nos postos foi comercializado a R$ 4,935, após alta de 4,03%. Já o diesel S-10 avançou 4,62% e foi encontrado a R$ 5,004.

Considerando cada estado separadamente, o cenário do início de maio se manteve, com o Acre apresentando os combustíveis mais caros, e o Paraná, os mais baratos. Nos postos acreanos, o diesel foi comercializado a R$ 5,646, e o diesel S-10, a R$ 5,589. Já no Paraná, o tipo comum foi encontrado a R$ 4,308, e o tipo S-10, a R$ 4,353.

“Em nenhum estado do País foi registrada redução no preço por litro do diesel ou do diesel S-10, na comparação com abril. Os maiores aumentos, por sua vez, foram identificados em Santa Catarina, onde o tipo comum avançou 7,61%, e o tipo S-10, 7,75%”, destaca Pina.


Postar um comentário

0 Comentários