IVECO A gente nao para

Volvo retoma segundo turno para produção da linha VM

Volvo/Divulgação

Além da retomada da produção em dois turnos, a montadora também celebra a marca de 70 mil unidades da linha VM produzidas no Brasil

A Volvo retomou nesta quinta-feira (20) o segundo turno destinado a produção de caminhões VM no complexo industrial de Curitiba, Paraná. Segundo a marca, a medida visa atender o aumento na procura pelo modelo, que registrou 24% de crescimento nos emplacamentos em 2020 e segue em alta em 2021.

“Estamos adequando nossa produção à forte demanda dos clientes por esse modelo, que vem crescendo de forma consistente desde o ano passado e continua dando sinais positivos em 2021”, declara Alcides Cavalcanti, diretor executivo de caminhões da Volvo.

Essa não é a primeira que a linha VM é produzida em dois turnos. A linha de montagem do modelo já havia operado neste formato entre 2011 e 2015. “Nossa fábrica passa a ter todos os processos de manufatura de caminhões, motores, caixa de câmbio e cabines em dois turnos de produção”, afirma Cyro Martins, vice-presidente de manufatura da Volvo.


Sucesso de vendas 
Em 2020, as vendas da linha Volvo VM atingiram a expressiva marca de 3.530 unidades, número que representa um crescimento de 24%. Destaque para o semipesado VM 270 6x2, modelo mais emplacado da linha no ano passado. Já o pesado VM 330 8x2 segue conquistando a preferência dos transportadores brasileiros.

“O VM é muito versátil e se adapta facilmente às diferentes necessidades do transporte, sejam rodoviárias, urbanas ou em aplicações vocacionais. Ele gradativamente conquistou a preferência dos frotistas, principalmente em virtude do baixo consumo de combustível, do reduzido custo de manutenção e da alta disponibilidade”, assegura Alcides Cavalcanti.

Atualmente a linha VM conta com opções para todas as aplicações rodoviárias, urbanas e também para as chamadas vocacionais, aplicações mais severas como coleta de lixo, construção civil (caçamba ou betoneira), atividades agrícolas, indústrias canavieira e florestal, entre outras.


70 mil unidades produzidas
Além de retomar a produção em dois turnos da linha VM, a Volvo também celebra nesta semana a produção de 70 mil unidades do modelo. “O VM número 70 mil é um veículo rígido, com motor de 270cv 6x2, justamente o modelo mais vendido desta linha”, celebra Cyro Martins.

Totalmente desenvolvido no Brasil e lançado em 2003, o Volvo VM inaugurou uma nova etapa na operação local da Volvo, que até então só produzia caminhões pesados.

A inovação sempre foi uma característica marcante da linha. Prova disso foi a introdução do conceito de veículos com cabine leito, mais confortáveis e potentes no segmento de semipesados. Desde o lançamento, os modelos VM também contam com atributos de segurança e diversos opcionais que garantem maior comodidade ao motorista e melhor performance na operação, reforçando assim as características dos caminhões Volvo.

Após a estreia no segmento de semipesados, a linha VM também passou a contar versões cavalo-mecânico 4x2 e também opções 6x4 para operações vocacionais. Outro importante avanço dos modelos  foi a adoção da consagrada caixa eletrônica I-Shift, que representou um salto em tecnologia, produtividade e conforto.

Novas versões
Em 2020, a consagrada linha de caminhões Volvo VM passou a contar com duas inéditas e inovadoras versões: o VM City, um caminhão para distribuição urbana, e o VM Light Mixer, novidade Volvo para o mercado de betoneiras de baixo peso e alta capacidade de carga líquida.





Postar um comentário

0 Comentários