Governo de SP planeja construir rodovia exclusiva para caminhões até o Porto de Santos

Ecovias/Divulgação

Batizado de "Linha Verde", novo corredor logístico busca otimizar o fluxo logístico até o maior porto da América Latina e desafogar o Sistema Anchieta-Imigrantes (SAE)

Com objetivo de otimizar o fluxo logístico de cargas que seguem em direção ao Porto de Santos e evitar a saturação prevista para 2035 da Rodovia dos Imigrantes, único trajeto para veículos pesados na região, o Governo do Estado de São Paulo lançou no fim deste mês de março, um projeto que prevê a construção de uma rodovia exclusiva para caminhões. A iniciativa é confirmada pela Manifestação de Interesse Público (MIP) publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) do dia 25 de março.

Batizado de "Linha Verde", o novo corredor logístico deverá ligar o Rodoanel à Margem Esquerda do Porto e à Rodovia Cônego Domênico Rangoni, ligando assim o Planalto à Baixada Santista. Além do novo trecho rodoviário, o projeto também abre a possibilidade para a construção de uma nova ligação ferroviária com o maior porto da América Latina.

O projeto também prevê a implantação de novas tecnologias, como compensação de emissões de gás carbônico decorrentes da operação, veículos com energia limpa, iluminação com energia solar, sistema de monitoramento inteligente e integração com o Centro de Controle.

Além de otimizar o fluxo de mercadorias e desafogar o Sistema Anchieta-Imigrantes (SAE), a nova estrutura logística também poderá proporcionar ganhos econômicos significativos, especialmente relacionados ao PIB (Produto Interno Bruto), agilizar escoamento de contêineres, reduzir o tempo de viagem até a Baixada Santista e reduzir os custos do frete, entre outros benefícios.


Segundo a Secretaria de Logística e Transporte de São Paulo, o objetivo da Manifestação de Interesse Público (MIP) é receber projetos que confirmem a viabilidade técnica e econômico-financeira do novo corredor logístico. Conforme definido pelo governo estadual, os interessados têm 30 dias para apresentar projetos ou estudos nesse sentido.

Ainda segundo o governo paulista, os trabalhos fazem parte do planejamento da pasta para criar uma nova matriz de logística no estado, que ofereça modelos mais eficientes no trânsito de cargas e mercadorias.

Confira na íntegra os detalhes do projeto: CLIQUE AQUI

Outras medidas
Além da construção de uma rodovia exclusiva para caminhões, o Governo do Estado de São Paulo também estuda outras alternativas para otimizar o fluxo de veículos de carga e mercadorias em direção ao Porto de Santos.

Em novembro de 2020, a Secretaria de Logística e Transporte do Estado de São Paulo em parceria com o Departamento de Estradas de Rodagem de São Paulo (DER/SP), a concessionária Ecovias e o Sindicato das empresas de transporte de SP (SETCESP), realizaram testes operacionais com o objetivo de confirmar a viabilidade técnica da liberação da circulação de caminhões com mais 26 metros de comprimento na Rodovia Anchieta (SP-150).



Postar um comentário

0 Comentários