Estrela das Estradas


Casas Scania

IVECO A gente nao para

Mercedes-Benz lança série especial de despedida da linha Atron 1635

Mercedes-Benz/Divulgação
2020 ficará marcado na história do transporte rodoviário de cargas brasileiro não só como um período extremamente desafiador, mas também o como o ano de encerramento da produção do último modelo "bicudo" do segmento no país, o Mercedes-Benz Atron 1635.

Sucesso de vendas desde o lançamento no fim da década de 1980, a linha de caminhões "bicudos" Mercedes-Benz foi conquistando motoristas, transportadores entusiastas até então. Além disso, passou por uma série de atualizações que deram origem a diversos modelos campeões de vendas e que contribuíram para a chegada da linha Atron em 2012. 

Em 15 de junho deste ano, a Mercedes-Benz concluiu a última unidade da linha Atron, encerrando assim a produção e comercialização de caminhões bicudos no Brasil. A decisão foi tomada por se tratar de um produto que não possibilita mais a introdução de novas tecnologias. Em 8 anos de história no mercado nacional, o Mercedes-Benz Atron 1635 atingiu a marca de 4.200 unidades emplacadas.

Mas uma história grandiosa e relevante para o transporte rodoviário de cargas brasileiro não poderia chegar ao fim com um simples ponto final. Pensando nisso, a Mercedes-Benz revelou o lançamento de uma série especial e limitada 12 unidades dos modelos Atron 1635. A novidade é confirmada por vídeos divulgados nas redes sociais e no hotsite "O Caminhão que fez História", ação desenvolvida pela marca que busca relembrar os principais modelos HPN do transporte brasileiro.

“O Atron 1635 é o último caminhão bicudo da estrela de três pontas que produzimos e o último representante de uma geração de modelos que ajudaram a construir e consolidar a presença da marca no País. Conclui-se assim uma trajetória brilhante de uma família de veículos amplamente admirados no transporte de cargas pelas estradas, cidades e campos, identificados como ‘pau para toda obra’ e como um grande parceiro de trabalho de frotistas, autônomos e motoristas”, diz Ari de Carvalho, diretor de Vendas e Marketing Caminhões da Mercedes-Benz do Brasil. “Com a Edição Especial, oferecemos uma lenda pelo preço de um caminhão”.

A inédita série especial chega ao país repleta de detalhes que tornam as últimas unidades do extrapesado "bicudo" uma verdadeira exclusividade. Destaque para a presença de itens de série como climatizador, rádio com entrada USB, geladeira, rodas e capas de porca em alumínio, além de um design personalizado com faixas decorativas nas cores dourado e prata, complementadas pela inscrição #OCAMINHÃOQUEFEZHISTÓRIA nas laterais. Numerada de 01 a 12, a série também acompanha um certificado para o proprietário.

Início das vendas
De acordo com a Mercedes-Benz, as doze últimas unidades da linha Atron 1635 estão disponíveis para aquisição a partir de hoje, 8 de dezembro,  no Showroom Virtual Star Online

Mercedes-Benz/Divulgação
Confira os vídeos da série especial:


Os substitutos
Mercedes-Benz/Divulgação
O encerramento da produção do Atron 1635 não resultará em uma lacuna no portfólio de produtos da Mercedes-Benz no Brasil.

Como substituto ao consagrado modelo bicudo, a montadora alemã oferece aos transportadores brasileiros os modelos Axor 2036 4x2 e 2536 6x2, equipados motor OM 457 LA de 12 litros, potência de 360 cv e 1.850 Nm de torque a 1.100 rpm, combinado com transmissão automatizada Mercedes-Benz Powershift G280 de 16 velocidades.

Quando comparados com o Atron 1635, os modelos Axor garantem 30.000 kg a mais de Capacidade Máxima de Tração (CMT), 80.000 kg no total. Além disso, graças ao terceiro eixo original de fábrica, o Axor 2536 6x2 é capaz de atender com segurança operações com configurações de semirreboques  de até 53 toneladas de peso bruto total combinado (PBTC).

Os modelos contam ainda com três opções de cabine (simples, leito teto baixou ou leito teto alto), opções de suspensão metálica ou pneumática, freio retarder, sistemas de ABS, EBD e ASR, ar condicionado, climatizador e disponibilidade de eixos traseiros com ou sem redução nos cubos.



Postar um comentário

0 Comentários