Mercedes-Benz apresenta nova relação de eixo traseiro para a linha Accelo

Mercedes-Benz/Divulgação
Com o objetivo de proporcionar mais economia aos transportadores, a Mercedes-Benz acaba de apresentar uma novidade para a linha de caminhões Accelo. A partir de agora os modelos 1016, do segmento de leves, e 1316 6x2, da categoria de médios, passam a ter uma nova relação de eixo traseiro nas versões com câmbio automatizado.

“A relação i=3,909 proporciona um menor consumo de combustível nas aplicações mistas que intercalam trechos urbanos e rodoviários com velocidades operacionais até 90 km/h”, informa Ari de Carvalho, diretor de Vendas e Marketing Caminhões da Mercedes-Benz do Brasil. “Além disso, essa mudança contribui para aumentar a vida útil do motor. Dessa forma, ampliamos ainda mais as vantagens para o cliente, que ganha em redução de custos operacionais”.

De acordo com a montadora alemã, a novidade vai de encontro com a crescente demanda de clientes que utilizam cada vez mais os caminhões leves e médios Accelo em aplicações mistas e rodoviárias de curtas distâncias, além do uso nas cidades. “Empresas que trabalham com cargas fracionadas, encomendas urgentes, distribuição urbana, entrega de produtos do comércio eletrônico e transporte de bebidas, por exemplo, estão utilizando essa solução nas operações de retirada de cargas e produtos em centros de distribuição e indústrias para levá-las até os diversos pontos de vendas e aos domicílios dos consumidores”, diz Ari.

Segundo o executivo,  ao introduzir uma nova redução de eixo traseiro, a marca reforça ainda mais a versatilidade da linha Accelo, tornando-a ideal para operações de entrega e coleta urbana, bem como para o uso em rodovias. “Asseguramos assim mais economia no consumo em todas as circunstâncias. Ou seja, nós continuamos ouvindo atentamente os nossos clientes para conhecer suas necessidades. Com essa nova redução, apresentamos mais uma solução econômica, eficiente e rentável para o dia a dia do transporte”, completa.



Sobre a linha Accelo
A robustez do Accelo é um grande diferencial dessa linha de caminhões Mercedes-Benz. Para assegurar essa vantagem aos clientes, os modelos leves Accelo 815 (8.300 kg de PBT – peso bruto total) e Accelo 1016 (9.600 kg de PBT) e o médio Accelo 1316 (13.000 kg de PBT) são equipados com o motor mais robusto do mercado, o que é muito importante nas severas operações da distribuição urbana e circulação no interior dos bairros, além das curtas distâncias rodoviárias.

O motor Mercedes-Benz OM 924 LA de 4,8 litros é o mesmo utilizado nos semipesados Atego de 17 toneladas de PBT, que é referência pela força, economia, robustez e durabilidade. O Accelo 1016 e o 1316 têm o maior torque da categoria, com 610 Nm.

O câmbio automatizado sem pedal de embreagem é um item opcional para clientes do Accelo. Para o 815 está disponível o modelo Eaton 6106A. Para o 1016 e o 1316 a versão é o Eaton 6206A. Estes câmbios de 6 marchas se caracterizam pelo ótimo escalonamento de marchas, com primeira reduzida de 6,20 e última marcha com overdrive 0,78, combinando excelente partida em rampa e altas velocidades operacionais, tornando os caminhões aptos para se deslocarem no intenso tráfego urbano, assim como em rodovias.
Mercedes-Benz/Divulgação
TEXTO: Lucas Duarte
Com informações: Mercedes-Benz
Caminhões e Carretas

Postar um comentário

0 Comentários