Scania apresenta caminhão-conceito totalmente autônomo e sem cabine

Scania/Divulgação
A Scania acaba de dar mais um importante passo em direção aos sistemas de transporte do futuro, ao desenvolver e apresentar um caminhão-conceito totalmente autônomo e sem cabine. 

Batizado de Scania AXL, o modelo é resultado do trabalho de um grupo de especialistas da Scania em diferentes áreas. Além da configuração inédita e ideal para os segmentos de mineração ou construção, o modelo se destaca pela presença do sistema modular da empresa no centro do projeto.

De acordo com a montadora sueca, o Scania AXL vai de encontro com a busca da indústria pela otimização e sustentabilidade das operações de transporte, especialmente envolvendo caminhões autônomos.

“Com o caminhão-conceito Scania AXL, estamos dando um passo significativo em direção aos sistemas de transporte inteligentes do futuro, onde os veículos autônomos desempenharão um papel natural”, diz o presidente e CEO da Scania, Henrik Henriksson. "Continuamos a construir e pilotar conceitos para demonstrar o que podemos fazer com a tecnologia disponível hoje".

Para veículos autônomos, o software é, em muitos aspectos, mais importante que o hardware. O Scania AXL é dirigido e monitorado por um ambiente de controle inteligente. Nas minas, por exemplo, as operações autônomas são facilitadas por um sistema de logística que informa ao veículo como ele deve ser executado.

“Já temos caminhões autônomos nas operações dos clientes. No entanto, até agora, eles têm espaço para um motorista de segurança que pode intervir, se necessário. O Scania AXL não possui uma cabine e isso muda significativamente o jogo”, afirma Claes Erixon, Chefe de Pesquisa e Desenvolvimento da Scania. “O desenvolvimento de veículos autônomos fez grandes progressos nos últimos anos. Ainda não temos todas as respostas, mas por meio de veículos-conceito como o Scania AXL, abrimos novos caminhos e continuamos a aprender em grande velocidade.”


Como o Scania AXL funciona? 
Scania/Divulgação
O primeiro caminhão-conceito autônomo totalmente autônomo da Scania, o Scania AXL, está equipado com câmeras, radares, LIDAR e receptores de GPS, que quando combinados são responsáveis por todo monitoramento em torno do veículo e por sua direção.

Segundo a Scania, o sistema foi projetado para um nível que atenda às necessidades operacionais das minas. "O sistema ainda não é inteligente nas ruas, mas certamente é inteligente o suficiente para ser usado em minas", diz o engenheiro de desenvolvimento Magnus Granström, desenvolvimento de sistemas autônomos.

O olho humano não é facilmente substituído, mas é possível obter uma visão geral relativamente boa dos arredores por meio de sensores. "Nesse caso, vemos o que precisamos ver", explica Granström. “Dirigir em uma mina é bastante simples e previsível. Se você estiver dirigindo em um ambiente mais dinâmico e menos previsível, será necessário mais trabalho."
Scania/Divulgação
Identidade Scania
Apesar de toda tecnologia embarcada e do design futurístico, o modelo não poderia perder a identidade Scania. Segundo a marca, um veículo da Scania deve ser reconhecido como um Scania, mesmo que venha sem a cabine.

O novo conceito de caminhão autônomo da Scania é outro grande passo em frente no desenvolvimento de futuros veículos. “Como esse é um conceito novo, há muitas coisas que poderíamos fazer em termos de aparência, mas é imperativo mostrar a todos que isso ainda é um Scania”, diz Xavi Carreras Castro, designer responsável pelo Scania AXL.

Segundo a montadora sueca, o estilo do veículo é determinado principalmente pelo ambiente e pela aplicação em que será empregado. Se o veículo estiver sendo projetado para trabalhos de mineração e construção, ele deve transmitir robustez e potência, enquanto o design de um caminhão de distribuição autônomo para as cidades deve dar uma impressão mais gentil.

De acordo com Carreras Castro, projetar o caminhão-conceito foi um processo emocionante. “É a primeira vez que construímos um caminhão com muitos novos componentes e tecnologias. Isso nos permite alterar formas e expressões anteriores. É assim que acreditamos que o futuro parece, então isso foi realmente emocionante. "

O desafio foi equilibrar as proporções do caminhão e misturar o módulo frontal com a unidade basculante. “Metade da cabine foi embora sem o motorista. Um caminhão de mineração convencional possui duas partes distintas - a cabine e a unidade basculante. Buscamos um estilo integrado com uma linguagem de design mais dinâmica.”, destaca Castro.

Embora o conceito Scania AXL seja um veículo novo e inovador, ele pode ser claramente reconhecido como um Scania. As cores o identificam como parte da família Scania e ainda há espaço para a característica 'embalagem T', que em caminhões convencionais é formada pela grade e pelo pára-brisas.

Ainda segundo a marca, o desenvolvimento e o design do caminhão-conceito exigiram muitas abordagens novas, pois pouco se sabia quando o projeto foi iniciado. "Será uma sensação tremenda quando um caminhão como esse eventualmente aparecer em uma mina", finaliza Carreras Castro.
TEXTO: Lucas Duarte
Com informações: Scania
Caminhões e Carretas

Postar um comentário

0 Comentários