JSL abre vagas para agregados em cinco rotas

JSL/Divulgação
A JSL, uma das maiores empresas de logística do país, abriu uma nova oportunidade para proprietários de cavalos mecânicos interessados em fazer parte das operações de transporte rodoviário de cargas da empresa em rotas nas regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste, Nordeste e Norte. As informações foram divulgadas pela própria empresa nas redes sociais.

Para fazer parte da operação, a JSL destaca os seguintes requisitos, cavalos mecânicos com tração 4x2 ou 6x2 e disponibilidade para atuação nas seguintes rotas: Louveira (SP) x Belém (PA), Guaratinguetá (SP) x Interior de SP e Centro-Oeste, Pouso Alegre (MG) x Rio de Janeiro (RJ), Serra (ES) x Região Nordeste e Cordeirópolis (SP) x Rio de Janeiro, Goiás e Paraná.


Os proprietários de veículos interessados em fazer parte das operações e que atendem a essas especificações devem entrar em contato com a própria JSL através de um dos seguintes números: (11) 9 9961-4660, (11) 9 9800-8359, (11) 9 7485-9945 ou (11) 9 7107-5586.

Atualmente a JSL conta ocm forte atuação nos segmentos de papel e celulose, siderúrgico, químico, alimentício, de bens de consumo e transformação entre outros. 

LEIA: JSL estreita relacionamento com agregados e terceiros

Confira na íntegra a publicação oficial da empresa:
TEXTO: Lucas Duarte

Postar um comentário

6 Comentários

  1. Legal! Serra a Nordeste é transporte de que?

    ResponderExcluir
  2. Ótimo ,Gostaria de fazer . parte do grupo,! Atenciosamente!!

    ResponderExcluir
  3. Bom dia voces estam contratando tec de SEGURANÇA.
    Na area de sao sebastiao.

    ResponderExcluir
  4. Boa tarde tenho um cavalo 6x2 2010 como faço pra fazer parte da equipe sou de Poços de caldas

    ResponderExcluir
  5. Boa tarde,gostaria de saber,apartir de q ano,vcs aceitam cavalos?
    Pois tenho um 1634 no truck ano 2005

    ResponderExcluir

Nunca publique suas informações pessoais, como por exemplo, números de telefone, endereço, currículo etc. Propagandas, desrespeito ou ofensas não serão toleradas nos comentários.