Citrosuco testará primeiro Scania da nova geração movido a GNV/Biometano

Com o objetivo de reforçar uma parceria de mais de duas décadas, a Scania e a Citrosuco anunciaram na última semana a primeira demonstração com um caminhão que pode ser abastecido com GNV (gás natural veicular) ou biometano.
Para a operação inédita no mercado brasileiro, foi escolhido um caminhão pesado de 410 cavalos de potência da nova geração da montadora sueca, lançada oficialmente na América Latina no último dia 29 de outubro. 

LEIA: Nova Geração Scania chega oficialmente ao Brasil e a América Latina 

Com duração de um ano, a operação em caráter de testes está prevista para começar a partir da segunda quinzena do mês de dezembro. A rota escolhida será Matão-Santos, em São Paulo, onde o modelo será responsável pelo transporte de suco de laranja para a exportação destinada a mais de 100 países. Neste percurso, o primeiro caminhão movido a GNV/Biometano do Brasil será operado pela Transportadora Morada do Sol, prestadora de serviços da Citrosuco. 
Graças a tecnologia do motor Scania, inédita na América Latina, o caminhão poderá rodar com a mistura dos dois combustíveis (GNV e biometano). Entretanto, no primeiro momento o modelo será abastecido com GNV, graças a uma parceria com a Gás Brasiliano.
“O caminhão movido a GNV/Biometano é mais uma exclusividade apresentada pela Scania no Brasil. Trata-se uma opção viável ao diesel, que pode ser implementada em curto prazo e possibilita uma significante redução de custos com combustível”, afirma Roberto Barral, vice-presidente das Operações Comerciais da Scania no Brasil. “Ao fazermos mais uma vez história, com a primeira demonstração de um caminhão com esta tecnologia no Brasil, queremos mostrar uma das alternativas que, de fato, é economicamente possível para o país e reduz os impactos no meio ambiente. A parceria com uma empresa do tamanho da Citrosuco só aumenta nossa resposta ao cliente que busca um setor de transporte mais sustentável “aqui e agora”.”
“A Citrosuco tem grande interesse pela inovação. Apoiamos ações que possam gerar um ganho ambiental, em primeiro lugar, e financeiro num segundo plano de importância. Vemos esta demonstração com chances reais de unir os dois temas”, diz Marcos Camillo, supervisor de Transporte e Designação da Citrosuco.
“Serão cerca de 300 mil km rodados num ano. Estamos falando de um número consistente, numa rota interessante topograficamente, que permitirá ao veículo enfrentar a desafiadora Serra de Santos. Em termos de engenharia será um marco para o Brasil e estamos felizes de sermos os primeiros”, conta Celso Mendonça, gerente de Pré-Vendas da Scania no Brasil. “Já temos quatro anos de demonstrações com o primeiro ônibus com esta tecnologia rodando aqui. Na comparação com o diesel, ele emite 85% a menos de CO2 com biometano e 70% com GNV. Temos certeza que teremos números muito expressivos nos caminhões também”, revela Mendonça.
Durante todo o período de testes, a Scania acompanhará o desempenho completo do veículo por meio dos Serviços Conectados. Graças a um módulo instalado no caminhão, informações detalhadas sobre cada viagem, comportamento do motorista e de toda a operação serão enviadas a Citrosuco que por sua vez, poderá analisar itens como consumo de combustível e freadas bruscas, além de vislumbrar possibilidades de aperfeiçoamento do uso das tecnologias embarcadas, bem como da condução mais eficiente e segura, e de controlar o desgaste desnecessário dos pneus, itens cruciais na gestão de negócios no segmento de transportes. A empresa contará ainda com as vantagens do novíssimo Programa de Manutenção Scania com Planos Flexíveis que garantirá mais disponibilidade e eficiência a operação. 
A iniciativa inédita no Brasil ainda reforça o do compromisso assumido publicamente pela Scania em apoiar seus clientes com soluções que contribuam para um setor de transporte mais sustentável em termos econômicos, ambientais e sociais. 
TEXTO: Lucas Duarte
Caminhões e Carretas 
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário