Mercado de caminhões e ônibus recua 5% em maio

A Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) divulgou recentemente o relatório de emplacamentos feitos durante o mês de maio de 2018. Destaque para um recuo de 5% no número de emplacamentos em relação ao mês anterior (abril). 
Segundo os dados da Fenabrave, ao longo do quinto mês do ano foram emplacados 6.958 veículos pesados, sendo 5.717 caminhões e 1241 ônibus. Entretanto, em abril passado, os dois mercados registraram 7.363 emplacamentos. De acordo com o relatório da entidade, os onzes dias da greve dos caminhoneiros prejudicaram a trajetória de crescimento das vendas em maio.
A entidade destacou que antes da paralisação do setor de transporte, o desempenho do mês de maio acompanhava a tendência positiva apurada nos últimos meses. Porém, entre dos dias de 21 a 30 de maio, as vendas diárias de veículos registraram queda de 15%, considerando todos os segmentos somados (automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, implementos e motocicletas).
“A partir do dia 25 de maio, o número de veículos emplacados começou a retrair”, conta em comunicado Alarico Assumpção Júnior, presidente da Fenabrave. “Este cenário ocorreu, entre outras razões, pela dificuldade de abastecimento de combustível, que fez com que os veículos, já prontos para entrega, não fossem conduzidos aos pátios dos Detrans para emplacamento.”
Apesar dos número negativo em relação a abril de 2018, a Fenabrave registrou números positivos em relação ao anterior (2017). O acumulado dos cinco primeiros meses de 2018 apresentou uma melhora significativa em relação ao mesmo período de 2017, de acordo com a Fenabrave o crescimento chegou a 46,64%.
Se considerarmos cada segmento separadamente, os dados da Fenabrave apresentam um crescimento de 38,80% no número de emplacamentos de caminhões em relação a maio de 2017. Entretanto o mercado de ônibus também apresentou número negativo nos comparativo. Em relação a abril de 2017 os emplacamentos caíram 5,77% em 2018. 
A expectativa para os próximos meses é de que as vendas retomem em crescimento gradativo ao longo de 2018. 

Confira na íntegra o relatório da Fenabrave: CLIQUE AQUI 

TEXTO: Lucas Duarte

Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário