CNT revela que a Petrobras mente sobre reajustes nos preços dos combustíveis

A Confederação Nacional dos Transportes (CNT) divulgou nesta quarta-feira (23) uma nota oficial com duras críticas as decisões tomadas pelas Petrobras nos últimos meses, especialmente sobre a política de preços sobre os combustíveis. 
Em nota, a entidade considera como uma medida desproporcional a política de preços adotada pela Petrobras em suas refinarias, que acompanha a alta das cotações internacionais do petróleo, uma vez que a empresa possui custos internos e não internacionais.
A CNT considera ainda a política de preços da petroleira como equivocada e desastrosa. Revela ainda que a mesma poderia ter sido implantada em pior momento para o setor transportador, que ainda luta para superar as perdas da forte recessão econômica. "Transportadores não podem responder pela ineficiência da Petrobras e pela corrupção que ocorreu na estatal", destaca trecho da nota. 
Além das críticas a Petrobras e suas respectivas decisões, a Confederação Nacional dos Transportes (CNT) também criticou a decisão do Governo Federal de cortar a CIDE sobre o óleo diesel. 
"A solução apresentada, até o momento, pelo governo em nada contribuirá para garantir as condições mínimas de operação do transporte rodoviário de cargas e passageiros no país. A retirada da Cide sobre o óleo diesel terá impacto irrisório no preço final do combustível.", destacou a confederação. 
As críticas da CNT acontecem durante a grande paralisação nacional do transporte rodoviário de cargas promovidas pelos próprios caminhoneiros e outras entidades que representam os profissionais do setor. Nesta quinta-feira (24) a paralisação chega ao seu quarto dia de protestos em todo o país. 

LEIA: Caminhoneiros dão início ao 4º dia de paralisação em todo o Brasil


Saiba tudo sobre a greve de caminhoneiros: CLIQUE AQUI

TEXTO: Lucas Duarte

Blog Caminhões e Carretas 
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

1 comentários:

  1. Falou falou e não disse nada, só jogaram uma reclamação sem pe e nem cabeça apenas para reclamar da Petrobrás. CNT antro de esquerdistas.

    ResponderExcluir