Mercedes-Benz Arocs é flagrado no Brasil

Ao que tudo indica, a Mercedes-Benz poderá em breve renovar toda a sua linha de caminhões no mercado brasileiro, que em relação a Europa apresenta uma diferença de até 6 anos entre os modelos comercializados. 
A possibilidade de renovação do portfólio de produtos brasileiros não é confirmada apenas pelo investimento de de R$ 2,4 bilhões em veículos comerciais, anunciado no fim do último pela própria montadora, mas também pelos diversos modelos flagrados em testes por todo o país.

LEIA: Mercedes-Benz anuncia investimento de R$ 2,4 bilhões em veículos comerciais


Acredita-se que três linhas de produtos novos chegue ao país até o final de 2022, como por exemplo, a versão MP4 do extrapesado rodoviário Actros, o Mercedes-Benz Antos em substituição da linha Atego e a linha Arocs no lugar dos já consagrados modelos Axor, no segmento off-road e rodoviário. 
As três linhas europeias citadas acima já foram flagradas em testes no país, inclusive em diferentes aplicações. O flagrante mais recente é da linha Arocs, encontrada duas vezes em Limeira, São Paulo, em duas configurações diferentes. A primeira uma versão chassi rígido na configuração romeu e julieta com tração 6x4. Já a segunda, também com tração 6x4 mas na versão cavalo-mecânico atrelado a um bitrem nove eixos. 
Na Europa, a linha Arocs conta com até  14 versões de configuração e 18 categorias de potência. Quatro versões (de 7,7 a 15,6 litros) permitem que o motor Euro 6 vá de 175 kW (238 cv) a 460 kW (625 cv) de potência. De acordo com a montadora, o modelo tem se destacado principalmente no segmento da construção civil.
Apesar dos flagrantes recentes não há grandes detalhes sobre os modelos que estão em teste, sabe-se apenas que engenheiros alemães e brasileiros participam das operações. O longo período de testes reforça ainda a possibilidade dos modelos chegarem ao país com algumas diferenças em relação aos que já são comercializados no mercado europeu, principalmente devido as condições de operação totalmente diferentes, que vão desde o clima até a pavimentação das vias. 
Vale lembrar ainda que 2019 é ano de Fenatran e também que as normas de emissão Euro 6 vem sendo amplamente discutidas no país e com previsão para adoção a partir de 2023, ampliando assim a possibilidade de apresentação de novos modelos no Brasil. 

LEIA: Actros MP4 continua sendo testado no Brasil
LEIA: Flagra: Mercedes-Benz Antos é visto no Brasil

TEXTO: Lucas Duarte
FOTOS: Fábio Dal
Blog Caminhões e Carretas 
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário