Tanqueiros de MG prometem nova paralisação caso o governo não atenda as reivindicações

Nesta segunda o presidente do Sindicato dos Transportadores de Combustível e Derivados do Petróleo de Minas Gerais (Sindtanque-MG), Irani Gomes, concedeu entrevista a Rádio Itatiaia e destacou a possibilidade de uma nova paralisação dos transportadores de combustíveis em todo o estado. 
Nesta terça-feira (12) está prevista uma reunião entre os membros do sindicato, transportadores de combustíveis e representantes do Governo Estadual, para discutir as reivindicações da categoria. 
Segundo Irani Gomes, a principal reivindicação dos transportadores é a redução da elevada carga tributária sobre o preço dos combustíveis, que tem colocado os transportadores em uma situação insustentável. Segundo o presidente, os custos com óleo diesel têm representado mais de 50% sobre o valor do frete. 
Durante a entrevista, o presidente do Sidtanque-MG destacou ainda a elevada carga tributária imposta atualmente é de responsabilidade tanto do Governo Federal como do Governo Estadual devido aos seguintes impostos: PIS/ CONFIS e Cide (Impostos Federais) e ICMS (Imposto Estadual). 
Na conversa Irani Gomes relembra a finalidade da Cide (Contribuição de intervenção no domínio econômico), imposto criado com a finalidade de destinar recursos à infraestrutura de transportes (estradas, transporte público etc), mas no entanto, a arrecadação do imposto não cumprido com sua finalidade, uma vez que não estão sendo realizados investimentos na infraestrutura de transportes do país e ao mesmo tempo não sabe para onde foram os valores arrecadados. "Pagamos caríssimo e não temos benefício nenhum, destacou o presidente. 
O presidente do Sindtanque-MG relevou ainda a expectativa de que o Governo Federal também se disponha a conversar e buscar soluções para a atual situação dos transportadores de combustíveis. 
Segundo Irani Gomes, a paralisação foi encerrada na última sexta-feira (8) em virtude do feriado municipal e em respeito a população mineira quem também tem sofrido com as constantes altas nos preços dos combustíveis. 
Caso as reivindicações não sejam atendidas pelos Governos Federal e Estadual, uma nova paralisação será programada pela entidade. 
Por fim o presidente do Sindtanque-MG destacou que os transportadores não são os culpados pela falta de combustível nos postos e pediu para que a população fique em alerta com relação aos constantes aumentos de preços. "Pedimos para toda a população ficar em alerta, porque eles estão querendo que a gasolina ultrapasse os R$5,00", concluiu.

Ouça a entrevista do presidente do Sindtanque-MG a Rádio Itatiaia: CLIQUE AQUI 

TEXTO: Lucas Duarte

Blog Caminhões e Carretas 
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

1 comentários: