Facchini

Randon New R

CONTRAN prorroga prazo para motoristas regularizarem exame toxicológico vencido

Caminhoneiro entregando papel pela janela de um caminhão vermelho
Bing AI

Novo calendário para regularização do exame toxicológico foi estabelecido pela Deliberação nº 272; motoristas categoria C, D e E que descumprirem poderão ser multados em até R$ 2.934,70

Google News
Diante do elevado número de motoristas habilitados nas categorias C, D e E que seguem com o exame toxicológico vencido em todo o Brasil, o Ministério dos Transportes, por meio do Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN), decidiu estabelecer um novo prazo para os condutores regularizarem o referido exame. 


Publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta sexta-feira, 26 de janeiro, a Deliberação nº 272 estabelece um novo calendário de forma escalonada e conforme o mês de validade da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) do condutor para a realização do exame toxicológico. Ficando assim: 

  • Condutores com validade da CNH entre janeiro e junho que estejam com o exame vencido terão até o dia 31 de março de 2024 para regularização da exigência;
  • Condutores com validade da CNH entre  julho e dezembro que estejam com o exame vencido terão até o dia 30 de abril de 2024 para realizarem um novo exame;

Para não prejudicar os motoristas de boa-fé, decidimos oferecer mais esse período de regularização, que acreditamos ser o suficiente para extinguir essa demanda”, informa o secretário nacional de Trânsito, Adrualdo Catão.


Aplicação de multas
A aplicação das multas por descumprimento do exame toxicológico também começará a ser feita conforme o mês de vencimento da CNH do condutor. 

Portanto, motoristas flagrados dirigindo veículo das categorias C, D ou E com o exame toxicológico vencido por mais de 30 dias serão multados a partir de 1ª de maio, caso a validade da CNH expire entre janeiro e junho. Já no caso dos condutores com CNH que vencem entre julho e dezembro, as multas começam a ser aplicadas no dia 31 de maio.

De acordo com a atual redação dos artigos 165-C e 165-D do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), deixar de realizar o exame toxicológico após 30 dias do vencimento do prazo estabelecido configura infração gravíssima, punida com  multa de R$ 1.467,35, sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e suspensão do direito de dirigir por 12 meses. No caso de reincidência no período de 12 meses, a autuação será no valor de R$ 2.934,70 e o direito de dirigir será suspenso novamente.


A Lei nº 14.599, de 19 de junho de 2023, determina que todos os condutores com idade inferior a 70 anos, portadores de CNH nas categorias “C”, “D” ou “E”, exercendo ou não atividade remunerada, realizem o exame toxicológico a cada dois anos e meio. Já os condutores com idade superior a 70 anos devem realizar o exame apenas na renovação da CNH.

A validade do exame toxicológico pode ser consultada através do aplicativo Carteira Digital de Trânsito (CDT). Além disso, a Secretaria Nacional de Trânsito (Senatran) tem utilizado um sistema de notificação eletrônica para alertar, com 30 dias de antecedência, o vencimento do prazo para a realização do teste, bem como as penalizações decorrentes de sua não realização.



NOTÍCIA ANTERIOR PRÓXIMA NOTÍCIA