Facchini

Randon New R

CONTRAN aumenta limite de comprimento para carretas

Scania S Highline com carreta graneleira Guerra 4º eixo
Divulgação

Deliberação nº 270 aumenta em 70 centímetros o limite de comprimento para conjuntos formados por um cavalo mecânico e um semirreboque; nova regra já está em vigor

Google News
O Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN) publicou na última quarta-feira, 6 de dezembro, a Deliberação nº 270. O documento atualiza a Resolução nº 882 e traz uma importante mudança no limite de comprimento de carretas que circulam pelo Brasil.


De acordo com a publicação, a partir de agora, as Combinações de Veículos de Carga (CVC's) formadas por um cavalo mecânico e um semirreboque poderão ter um comprimento máximo de 19,30 metros, ou seja, um ganho de 70 centímetros em relação ao limite máximo estabelecido anteriormente, que era de apenas 18,60 metros.

LEIA TAMBÉM

O aumento no limite de comprimento é confirmado pela nova redação dada ao Art. 4ºda Resolução nº 882, que agora passa a vigorar da seguinte forma: "e) veículos articulados com duas unidades, do tipo caminhão-trator e semirreboque: máximo de 19,30 m".


Em tese, a mudança promovida pelo CONTRAN abre caminho para duas possibilidades, sendo, um aumento de 70 centímetros no comprimento dos cavalos mecânicos, o que permitiria a adoção de cabines um pouco maiores, ou, um aumento de 70 centímetros nos implementos, que resultaria em uma caixa de carga maior.

A mudança promovida pela Deliberação nº 270 já está em vigor desde a publicação do documento.


NOTÍCIA ANTERIOR PRÓXIMA NOTÍCIA