PRF flagra caminhoneiro com Rádio PX ilegal na BR-010/PA

PRF/Divulgação

Caminhoneiro confirmou não ter autorização para uso do equipamento; rádio PX encontrado era digital e utilizava uma frequência exclusiva

Google News
Na noite da última segunda-feira, 16 de janeiro, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) flagrou um caminhoneiro utilizando um rádio comunicador, popularmente conhecido como PX, ilegal. A ocorrência foi registrada no km 19 da BR-010, no município de Dom Eliseu (PA).

O flagrante foi registrado durante uma fiscalização de rotina, após abordarem o caminhão, os policiais rodoviários federais visualizaram uma antena instalada no teto, bem como um rádio digital no interior da cabine. Questionado sobre sobre a licença para o uso do equipamento, o condutor afirmou que não possuía.


Após consultas junto aos fiscais da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), concluiu-se ser uma estação de uso proibido no Brasil. Isso porque usurpa faixa de frequência exclusiva, causando interferências prejudiciais.

Atualmente a legislação vigente estabelece que o uso de radiofrequência, tendo ou não caráter de exclusividade, somente poderá ser feito após autorização, concessão ou permissão da Agência Reguladora. Caso não haja a documentação, será configurado crime, previsto no art.183 da Lei n° 9.472/97: “desenvolver clandestinamente atividades de telecomunicações”.

Diante dos fatos, foram apreendidos 1 (um) rádio comunicador, 1 (um) decodificador e 1 (uma) antena. Além disso, o caminhoneiro foi à Polícia Civil em Dom Eliseu (PA) para que fossem tomados todos os procedimentos cabíveis.


Como obter a licença para Rádio PX?
Atualmente, Agência Nacional de Telecomunicações (ANATEL) é órgão responsável por cadastrar e autorizar a instalação e utilização de rádios comunicadores em todo o país. 

O cadastramento pode ser feito GRATUITAMENTE  junto à Agência, através do site oficial. Após a conclusão do procedimento, o caminhoneiro receberá o Comprovante de Cadastro de Dispensa de Autorização – Rádio do Cidadão, documento popularmente conhecido como "carteirinha" e que deverá ser apresentado ao agente da PRF durante as ações de fiscalização.



Postar um comentário

1 Comentários

  1. Se a autorização em alguns casos é gratuita, porque o espírito de porco estava usando um aparelho ilegal? Não tem sentido nem explicação.

    ResponderExcluir

Nunca publique suas informações pessoais, como por exemplo, números de telefone, endereço, currículo etc. Propagandas, palavras de baixo calão, desrespeito ou ofensas não serão toleradas e autorizadas nos comentários.