Recapagem de pneus: entenda os benefícios gerados por essa tecnologia eco-friendly

Continental/Divulgação

Quase 40 quilos de matéria-prima são economizados em cada pneu recapado, incluindo borracha, aço e negro de fumo

Google News
Não é só o bolso do frotista ou do caminhoneiro que agradece quando um pneu ganha mais uma vida. O meio ambiente também, assim como todos os que estão preocupados em adotar uma postura ecologicamente correta em relação ao nosso planeta.

A recapagem de pneus de caminhão e ônibus é uma prática mais sustentável, pois os pneus reformados empregam até 75% de material reciclado. Além disso, quase 40 quilos de matéria-prima são economizados em cada pneu recapado, incluindo borracha, aço e negro de fumo. Esse processo também economiza óleo, uma vez que a fabricação de um pneu novo de tamanho médio para caminhão requer aproximadamente 22 galões, contra apenas sete galões de óleo para ser recapado.


Sustentabilidade e desenvolvimento ambientalmente corretos já são parte do negócio da Continental, que inaugurou em 2013 a primeira planta de produção em todo o mundo a fazer uso da sinergia entre a recapagem de pneus e a reciclagem de borracha: a fábrica da ContiLifeCycle (CLC) em Hanover, na Alemanha.

Estabelecendo novos padrões em sustentabilidade, a marca alemã desenvolveu um processo próprio em escala industrial para reciclar a borracha dos pneus usados, permitindo que a matéria-prima seja diretamente devolvida ao ciclo de produção de pneus novos ou recapados para caminhões e ônibus. Essa tecnologia, inclusive, foi reconhecida como inovação ambiental pelo Ministério Federal do Meio Ambiente da Alemanha.


A fábrica ContiLifeCycle faz uso de equipamentos inovadores para reprocessar a quente pneus usados de caminhão e ônibus. O processo tem início com a inspeção digital de todas as carcaças. Durante a reforma, o pó de borracha é recolhido e transformado em borracha reciclada para uso na fabricação de pneus novos. Isso reduz a quantidade de resíduos em 80% e colabora para economizar até 7.800 toneladas métricas de dióxido de carbono anualmente.

Até 2025, a Continental está comprometida a ter 10% das matérias-primas empregadas na produção de seus pneus oriundas de materiais reciclados como parte de seu projeto de desenvolvimento de uma mobilidade eficiente, limpa, verde, inteligente e acessível a todos.

FONTE: Divulgação

Postar um comentário

0 Comentários