Preço médio do diesel encerra o mês de novembro com novo aumento

Divulgação

Após recuo em outubro, valor do litro do combustível volta a registrar aumento de 0,8% na média nacional; diesel está 25% mais caro que em 2021

Google News
Os motoristas voltaram a pagar mais caro para abastecer com o diesel em novembro, é o que revela o último levantamento do Índice de Preços Ticket Log (IPTL). O preço médio do litro do diesel comum chegou ao final do mês de novembro com uma alta de 0,8% nos postos, sendo comercializado a R$ 7,02. Se comparado a média de novembro do ano passado, que era de R$ 5,61, a alta chega a 25%. Com o diesel S-10 as variações de alta seguiram a mesma tendência, comercializado a R$ 7,11, ante os R$ 7,06 de outubro.


Com exceção da Região Sudeste, os postos voltaram a registrar alta em quase todo o território nacional. Quando analisamos a primeira quinzena de novembro já identificamos esse comportamento de avanço nos preços, que se confirma no fechamento do mês, tendo no Sergipe a maior variação que foi de 3,38% para o tipo comum, e no Ceará de 2,64%para o S-10”, destaca Douglas Pina, Diretor-Geral de Mobilidade da Edenred Brasil.

Na análise por região, o Sudeste foi a única em que o tipo comum recuou 0,13% - ante o fechamento de outubro - comercializado a R$ 6,67, enquanto o S-10 se manteve estável, vendido a R$ 6,80. A Região Norte lidera com os valores mais caros para o combustível, com o tipo comum a R$ 7,44 (+0,94%) e o S-10 a R$ 7,543 (+1,09%).


Já a Região Nordeste liderou no ranking das maiores altas, de 1,37% para o tipo comum, e de 1,10% para o S-10, no comparativo com outubro. A Região Sul, que apresentou aumentos abaixo de 1%, concentrou os valores mais baratos, de R$ 6,49 (+0,46%) o comum, e de R$ 6,58 (+0,75%) o tipo S-10.

Considerando cada estado separadamente,  Roraima liderou com o litro mais caro para o diesel comum e o S-10, vendidos a R$ 8,05 (+0,49%) e R$ 8,18 (+0,34%), respectivamente. Já o Rio Grande do Sul apresentou as menores médias, R$ 6,43 (-0,17%) o comum, e de R$ 6,55 (+0,21%), o tipo S-10. As variações de alta que se destacaram foram em Sergipe, de 3,38% para o comum, e no Ceará de 2,64% para o S-10. Na Bahia foram registradas as baixas que mais se destacaram no valor médio do litro, sendo de -1,20% para o tipo comum e de -1,64% para o S-10.


Postar um comentário

0 Comentários