Indústria de implementos rodoviários vende mais de 41 mil exemplares no terceiro trimestre de 2022

Metalesp/Divulgação

Mais de 117 mil implementos rodoviários já foram emplacados em todo o Brasil neste ano; segmento também projeta faturamento significativo com exportações

Google News
A indústria brasileira de implementos rodoviários encerrou o terceiro trimestre de 2022 consolidando o ritmo de crescimento. De julho a setembro foram emplacados 41.966 exemplares, ante 39.066 unidades no segundo trimestre e 35.986 implementos nos três primeiros meses deste ano. Os números são confirmados pela Associação Nacional dos Fabricantes de Implementos Rodoviários (ANFIR).

O desempenho positivo de setores da economia como agronegócio, construção civil, mineração e comércio de varejo refletiram diretamente nas operações de nossa indústria criando as condições para consolidar nosso crescimento no período”, diz José Carlos Spricigo, presidente da ANFIR. “Agora com o evento da Fenatran, que acontece entre os dias 7 e 11 de novembro, vamos considerar que podemos reverter esta pequena queda que se apresenta no corrente ano e já considerando boas perspectivas para o ano de 2023 com as boas noticias veiculadas de contínuo crescimento de PIB e queda de juros”, completa.


Já no acumulado do ano, ou seja, de janeiro a setembro de 2022, 117.046 implementos rodoviários foram emplacados em todo o país, recuo de apenas 3,20% em relação ao mesmo período de 2021, quando 120.921 foram entregues. 

Considerando cada segmento separadamente, nos nove meses de 2022 foram comercializadas 54.371 carrocerias sobre chassi,  alta de 3,27% em relação ao mesmo período de 2021, quando foram comercializadas 52.647 unidades. 

Já o segmento de reboques e semirreboques chegou ao fim de setembro com um total de 62.675 unidades comercializadas, queda de 8,20% em relação ao em relação ao mesmo período de 2021, quando foram comercializadas 68.274 unidades.


Negócios no exterior
A indústria brasileira de implementos rodoviários também chegou ao fim de setembro com boas expectativas em relação aos negócio no exterior. Prova disso é a expectativa de geração de mais de US$ 20 milhões em vendas, após rodadas de negócios no Peru e na Alemanha.

As ações fazem parte do MoveBrazil, convênio de promoção às exportações feito pela ANFIR em parceria com a ApexBrasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos), e foram realizadas no Peru e na Alemanha. 

Em Lima, 12 empresas brasileiras participaram de uma Rodada de Negócios e a previsão é que sejam feitas exportações da ordem de US$ 8,6 milhões. Em Hannover, durante a realização da IAA Transportation, 17 empresas do setor de implementos rodoviários estiveram presentes e preveem que poderão faturar US$ 12 milhões com vendas ao exterior.


Postar um comentário

0 Comentários