Produção de caminhões cresce 35,4% em agosto

Volvo/Divulgação

Mais de 12 mil caminhões foram produzidos no mês de agosto; indústria brasileira segue mostrando resiliência e força para superar escassez de componentes

Google News
Superando as inúmeras adversidades provocadas pela falta de componentes, especialmente semicondutores, a indústria brasileira de caminhões encerrou o mês de agosto registrando um crescimento significativo na produção.

De acordo com o balanço oficial da Associação Nacional dos Fabricantes de Autoveículos (ANFAVEA), 17,2 mil caminhões foram produzidos em todo o país ao longo do mês de agosto, crescimento de 35,4% em relação ao mês anterior, julho, quando 12,7 mil exemplares foram montados. No comparativo com agosto de 2021, quando, 15 mil caminhões haviam sido produzidos, a alta registrada neste ano foi 15,1%.


Já no acumulado do ano, ou seja, de janeiro a agosto de 2022, 101,7 mil caminhões foram produzidos em todo o Brasil, uma retração de apenas 2,6% em relação ao mesmo período de 2021, quando 104,5 mil exemplares haviam sido fabricados.

"Temos realmente uma retomada na produção de caminhões e principalmente na oferta de caminhões, já que o começo do ano foi bastante crítico com números muito baixos, provocados pela falta de componentes", explica Marco Saltini, vice-presidente da ANFAVEA para veículos pesados. "Então agora entramos em uma estabilidade e devemos ter daqui para frente números neste patamar ou até 13 mil unidades mensais", completa.


Confira na íntegra os números da ANFAVEA: CLIQUE AQUI


Postar um comentário

0 Comentários