Julho se consagra como melhor mês para o mercado de implementos

13.911 implementos rodoviários foram emplacados no Brasil ao longo do mês de julho - Foto: Pedro Tesch/Randon

Mais de 13 mil implementos rodoviários foram emplacados em todo o Brasil no mês de julho; para a ANFIR, números refletem a recuperação do setor

Google News
Em ritmo de recuperação, o mercado brasileiro de implementos registrou no mês de julho, o melhor desempenho no número de emplacamentos desde o início de 2022. Prova disso, 13.911 produtos entregues ao longo do último mês. 


A recuperação de mercado é um processo lento e os resultados de 2022 indicam que estamos no caminho para repor as perdas do passado“, explica José Carlos Spricigo, presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Implementos Rodoviários (ANFIR).

Em sete meses, somente três deles apresentaram resultado abaixo das 13 mil unidades comercializadas, sendo, abril (12.238), fevereiro (11.303) e janeiro (11.661). Em junho a indústria entregou ao mercado 13.133  produtos, em maio 13.695 e em março 13.022. 


Com o total de julho, o setor passou a entregar uma média mensal de 12.709 unidades. “Os negócios estão em ritmo lento de recuperação mas formando uma espiral positiva mês a mês o que dá confiança ao empresário do setor”, completa Spricigo.

De acordo com o balanço oficial da entidade, 88.963 implementos rodoviários foram emplacados em todo o Brasil de janeiro a julho, leve recuo de apenas 3,24% em relação ao mesmo período de 2021, quando 91.946 exemplares foram entregues.


Considerando cada segmento separadamente, nos sete meses de 2022 foram comercializadas 41.428 carrocerias sobre chassi,  alta de 7,20% em relação ao mesmo período de 2021, quando foram comercializadas 38.645 unidades. 

Já o segmento de reboques e semirreboques chegou ao fim de julho com um total de 47.535 unidades comercializadas, queda de 10,82% em relação ao em relação ao mesmo período de 2021, quando foram comercializadas 53.301 unidades.

Confira na íntegra os números da ANFIR: CLIQUE AQUI


Postar um comentário

0 Comentários