Scania 65 anos

Vendas de caminhões seminovos recuam 23% no primeiro semestre de 2022

Mercado de caminhões seminovos registrou retração em todos os comparativos - Foto: Carboni

Mais de 151 mil caminhões seminovos foram negociados em todo o país de janeiro a junho de 2022; recuo do mercado é justificado pelo aumento na oferta de caminhões zero km

Google News
Diretamente impactado pela aumento na oferta de exemplares zero quilômetro, o mercado brasileiro de caminhões seminovos encerrou o primeiro semestre de 2022 registrando queda em todos os comparativos.

De acordo com o balanço oficial da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (FENABRAVE), 151.088 caminhões seminovos foram negociados em todo o Brasil no primeiro semestre de 2022, queda de 23,62% em relação ao mesmo período de 2021, quando 197.804 exemplares haviam sido comercializados.


Somente no mês de junho, 29.329 caminhões seminovos foram vendidos em todo o país, um leve recuo de 2,11% em relação ao mês anterior, maio, quando 29.960 unidades foram negociadas. Já em relação ao junho de 2021, quando 36.981 caminhões usados haviam sido vendidos, o mercado registrou queda de 20,69%.

Os dados divulgados pela Fenabrave também apontam as seis marcas que se destacaram no mercado de usados até junho de 2022. São elas, a Mercedes-Benz que garantiu uma participação de 37,27% nos negócios seguida pela sua principal concorrente, a Volkswagen que alcançou uma participação de 21,98%, a Ford com 16,47%, a Scania com 8,61% de participação, seguida da sua concorrente sueca Volvo com 8,48% e a IVECO com 4,17% de participação nos negócios de usados.


Confira na íntegra os números da Fenabrave: CLIQUE AQUI


Postar um comentário

0 Comentários