Scania 65 anos

Vibra inicia entrega de combustíveis com caminhão tanque movido a gás

Convertido de diesel para GNV, caminhão tanque da Vibra reduz em até 35% as emissões de poluentes - Foto: Vibra/Divulgação

Caminhão a diesel convertido para GNV realizou primeira entrega de combustíveis em um posto Petrobras de Salvador (BA)

Google News
A Vibra e a Transportadora Moscato realizaram neste mês, a primeira entrega de combustível com um caminhão tanque movido a Gás Natural Veicular (GNV). A operação ocorreu em um posto da rede Petrobras, localizado em Salvador (BA).

Após um detalhado um processo de conversão para GNV, conduzido pela Transportadora Moscato com o apoio da Vibra, o caminhão que anteriormente era movido a diesel passou a entregar uma redução de 20% nas emissões de CO2 (dióxido de carbono) e de 35% nas emissões de NOx (óxidos de nitrogênio).


Os resultados vão ao encontro da estratégia ESG da Vibra e do objetivo de reduzir a emissão de gases de efeito estufa no transporte de produtos da empresa, colaborando para a descarbonização das atividades da empresa e de seus clientes e fornecedores.

"Mais uma vez, a Vibra garante a segurança e a qualidade dos serviços e produtos oferecidos em todo o território nacional, aliado a uma estratégia de menor emissão de carbono. A companhia cada vez mais investe em inovação para continuar evoluindo o seu portfólio de produtos, buscando sempre oferecer melhores benefícios para os consumidores e isso envolve também realizar nossas operações de forma mais eficiente e sustentável", afirma Marcelo Bragança, vice-presidente executivo de Operações, Logística e Sourcing da Vibra.


Atualmente, a Vibra conta com cerca de oito mil caminhões e mais de dez mil motoristas, responsáveis pelo transporte e distribuição de combustíveis e derivados em todo o país. Toda a logística operacional é monitorada diariamente por modernas tecnologias, gerenciadas de forma online através da Torre de Controle que garante segurança, eficiência e redução de custos.

Segundo a Vibra, o uso da Torre de Controle, uma central de integração e inteligência, ao longo de 2021, aumentou a eficiência da cadeia logística, melhorou processos, execução, métricas e correção de desvios em tempo real, gerando uma economia de mais de R$ 95 milhões em custos logísticos. Somadas as viagens realizadas em um único dia, seria possível cobrir uma distância equivalente a 27 voltas na terra.


Postar um comentário

0 Comentários