Scania 65 anos

PRF: Conheça 7 orientações que devem ser seguidas quando se deparar com cargas indivisíveis

PRF/Divulgação

Maior número de descolamento de cargas indivisíveis se concentra na região Nordeste; devido ao investimento no setor eólico; orientações são fundamentais para garantir a segurança

Google News
Referência nacional e internacional quando o assunto é turismo e paisagens naturais, o Nordeste brasileiro também está se tornando um importante protagonista no setor elétrico brasileiro. Prova disso é o crescente e expressivo investimento em parques eólicos na região, especialmente nos estados do Ceará, Rio Grande do Norte, Piauí e Pernambuco.

Atrelado a esse importante avanço, está um aumento significativo no número de descolamentos de cargas indivisíveis e/ou superdimensionadas nas rodovias federais que cortam a região, como por exemplo, pás eólicas e aerogeradores, entre outros componentes.


De acordo com os números oficiais da Polícia Rodoviária Federal (PRF), corporação responsável pelo acompanhamento dos deslocamentos das cargas, o número de escoltas dedicadas passou de 1.459, em 2020, para 2.542, em 2021. O Rio Grande do Norte apresentou o segundo maior número de escoltas realizadas (1.074), perdendo apenas para o Ceará, com 1.929 escoltas.

Ainda segundo a PRF, a necessidade de escolta deste tipo de carga deve-se ao risco que envolve este tipo de transporte, sendo necessário, inclusive, em algumas partes do trecho, o bloqueio total da via.

Com o objetivo de mitigar o número de acidentes e também tornar o deslocamento de cargas indivisíveis cada vez mais seguros, a PRF estabeleceu sete importantes orientações que devem ser seguidas pelos motoristas, quando se depararem com os deslocamento de veículos superdimensionados. São elas:

1. Reduza a velocidade.

2. Obedeça às ordens policiais.

3. Mantenha distância.

4. Só ultrapasse quando autorizado pelos policiais ou pelos condutores dos veículos de escolta.

5. Aguarde orientações dos policiais ou dos condutores dos veículos de escolta.

6. Redobre a atenção.

7. Ao transitar em sentido contrário, mantenha-se o mais próximo possível do bordo da pista.

Por fim, a corporação lembra ainda que não estará presente em todos os tipos de escolta, uma vez que, dependendo das dimensões da carga, a escolta poderá ser realizada pelos veículos de escolta, que são automóveis identificados com faixas laranjas e brancas alternadas, sinalizados com bandeiras em suas extremidades laterais. Estes veículos são aptos a orientar os condutores sobre os momentos de ultrapassagem, portanto, devem ser respeitados.


Postar um comentário

1 Comentários

  1. Muito importantes essas recordações da PRF quanto prevenção dos motoristas no caso de encontrarem cargas indivisíveis. Também a referência aos condutores de veículos de escolta. Visto que em muitas ocasiões somos insultados e até algumas vezes ridicularizados, mesmo nós esforçando para que o deslocamento desse tipo de carga ocorra com tranquilidade para todos na via!

    ResponderExcluir

Nunca publique suas informações pessoais, como por exemplo, números de telefone, endereço, currículo etc. Propagandas, palavras de baixo calão, desrespeito ou ofensas não serão toleradas e autorizadas nos comentários.