Scania 65 anos

Qual é a relação entre o cadastro de motoristas e transporte de cargas?

Divulgação
Google News O Brasil é um dos países campeões em roubo de cargas e essa insegurança, bem como os altos custos, preocupam as empresas do setor logístico e exigem cada vez mais medidas para mitigar os riscos nas operações.

Nesse processo, o motorista tem papel fundamental para garantir que a carga chegue ao destino com total segurança. Para isso, existe o serviço de cadastro e consulta de profissionais e veículos, que faz parte dos planos de gerenciamento de riscos e atende exigências das apólices de seguro de RCF-DC (roubo de cargas).

Inclusive, caso uma empresa realize uma operação de transporte sem a validação do cadastro, ela pode perder o direito à indenização do seguro em sinistros durante o transporte.


Vantagens
Eliel Fernandes, CEO da Buonny e especialista em Gerenciamento de Riscos, explica que as principais vantagens do cadastro positivo de motoristas são:

1. Cumprimento às exigências das seguradoras;
2. Análise eficiente das informações sobre profissionais envolvidos no processo de transporte;
3. Redução nos índices de sinistralidade;
4. Redução dos prejuízos no transporte rodoviário de cargas;
5. Melhorias no desempenho, assertividade e sucesso da operação logística;
6. Agilidade no tempo de resposta das informações consultadas;
7. Ampliação da segurança e performance logística;
8. Entrega eficiente da mercadoria.

O que é avaliado?
O serviço de cadastro e consulta analisa uma série de aspectos que podem impactar na operação, de acordo com a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD):

· Check Id (tecnologia de reconhecimento facial);
· Condição do CPF na Receita Federal;
· Condição da CNH do motorista;
· Distribuidor forense;
· Informações dos veículos (Detran, Denatran);
· Referências pessoais;
· Referências comerciais;
· Informações sobre o proprietário do veículo;
· Banco de dados próprio;
· Referências cruzadas;
· Entrevista com o profissional, quando necessário, e
· CNJ – Banco de dados da Justiça.

Mas como funciona a pesquisa?
É importante entender, portanto, que cadastro e consulta são serviços distintos, porém fundamentais para a segurança no transporte de cargas:

Cadastro: reúne dados de perfil de todas as categorias de profissionais, sejam funcionários, ajudantes, agregados ou carreteiros. As informações são incluídas pela empresa transportadora que utiliza os serviços da gerenciadora com o objetivo de realizar a pesquisa futura do perfil profissional do cadastrado.

Consulta: é a pesquisa feita no banco de dados da gerenciadora para verificar se o profissional possui cadastro ativo e se o seu perfil está adequado ao risco, se é insuficiente ou divergente para a realização da viagem, conforme os parâmetros das seguradoras.

Como funciona?
No caso da Buonny, a solução Buonny Check está disponível 24 horas por dia, sete dias por semana e as consultas de motoristas com cadastro válido têm resultado instantâneo.

A plataforma conta com 1,8 milhão de profissionais cadastrados e 1,2 milhão de veículos; anualmente, o sistema recebe 1,2 milhão de pesquisas e 6,1 milhões de consultas.


Prevenção de golpes
Além de analisar as informações cadastrais e documentos dos envolvidos na operação de transporte rodoviário de cargas, o serviço de cadastro e consulta da Buonny tem um diferencial: o Check Id (tecnologia de reconhecimento facial).

A Buonny foi a primeira gerenciadora de riscos do Brasil a utilizar esse sistema no serviço de cadastro e consulta de motoristas. Desde fevereiro de 2019, quando o Check ID foi implementado, mais de 1,3 mil tentativas de fraude foram evitadas, com mais de 350 clonadores identificados.

Até hoje, mais de R$ 200 milhões em prejuízos foram evitados, o que beneficia não apenas embarcadores e seguradoras, mas também motoristas idôneos que deixaram de ser vítimas de criminosos, que utilizaram documentos falsos na tentativa de desviar cargas.

FONTE: Divulgação

Postar um comentário

0 Comentários