Preço do diesel dispara mais de 15% nas bombas após reajuste da Petrobras

IVECO/Divulgação

Diesel comum comercializado a R$ 6,043 nos primeiros dias de março, subiu para R$ 6,977 nos postos de abastecimento; valor já é 19,2% mais caro que fevereiro

Google News
Como já era de se esperar, o preço médio do óleo diesel disparou nas bombas de todo o Brasil após o reajuste expressivo colocado em prática pela Petrobras na última sexta-feira (11). De acordo com o mais recente levantamento do Índice de Preços Ticket Log (IPTL), no início do mês, o diesel comum vinha sendo comercializado, em média, a R$ 6,043. Logo após o aumento, o combustível passou a ser distribuído nas bombas a R$ 6,977, acréscimo de 15,5%. Já o diesel S-10 passou de R$ 6,120 para R$ 7,039, o que representa uma alta de 15%.

Assim como no mês de fevereiro, nenhuma região do País apresentou recuo no preço dos dois tipos de óleo diesel. Nos primeiros dias de março, os postos de abastecimento da Região Nordeste registraram aumento de 4,46% e 4,19%, para os combustíveis, com valores chegando a R$ 6,136 e R$ 6,194, respectivamente, números que representam as maiores altas dentro do território nacional. Após alta do dia 10 de março, os combustíveis na região ficaram ainda mais caros, com acréscimos de 14,4% e 13,9% respectivamente.

“O preço do diesel segue em disparada desde o início do ano e, após o reajuste nacional no preço dos combustíveis anunciado, o valor passa a pesar ainda mais no bolso dos motoristas, especialmente para os que abastecem no Nordeste”, aponta Douglas Pina, Head de Mercado Urbano da Edenred Brasil.


A Região Norte registrou as maiores médias, tanto para o tipo comum, quanto para o tipo S-10, comercializados a R$ 6,182 e R$ 6,296, respectivamente. Após a alta, os combustíveis foram encontrados a R$ 7,120 e R$ 7,223, acréscimos 15,2% e de 14,7% respectivamente. Já os preços médios mais baixos seguem sendo registrados nos postos de abastecimento do Sul, a R$ 5,708 e R$ 5,713. O cenário pós aumento no preço dos combustíveis na região resultou em um aumento de 16,4% para o diesel comum (R$ 6,645); e de 17,4% para o tipo S-10 (R$ 6,705).

Considerando cada estado separadamente, as bombas baianas apresentaram as médias mais altas para o diesel comum e o diesel S-10. O maior aumento para os combustíveis em relação ao fechamento de fevereiro também foi encontrado na Bahia – 12,76% e 13,13%, respectivamente. O tipo comum passou de R$ 5,955 para R$ 6,715. Já as médias do tipo S-10 foram de R$ 6,054 para R$ 6,849.

O cenário inverso foi registrado nos postos gaúchos e catarinenses, onde os dois tipos foram encontrados pelos preços médios mais baratos. O primeiro foi comercializado a R$ 5,670 no Rio Grande do Sul e o segundo em Santa Catarina, a R$ 5,690. Enquanto isso, Roraima apresentou as maiores baixas no valor dos dois tipos de diesel. O tipo comum teve redução de 1,42% e passou de R$ 6,337 para R$ 6,247. Já o valor do S-10, recuou 0,38% e passou de R$ 6,321 para R$ 6,297.


Postar um comentário

0 Comentários