Piratas: o aumento do índice de roubos não pode ser uma realidade

Em pleno século 21 e com tanta tecnologia à disposição, 66% ou mesmo 12% são porcentagens alarmantes quando se trata de roubos para o mercado da logística do Brasil

Google News
Sim, piratas existem e eles não estão no mar. Estão nas ruas e estradas do Brasil atrás de cargas valiosas para revender no mercado paralelo. Isso precisa ser uma realidade?

São Paulo, segundo a Secretaria de Segurança Pública do estado, registrou um aumento de 12% de roubos de cargas no ano de 2021. Já no Rio de Janeiro, o panorama é mais alarmante ainda, a Federação de Indústrias do estado mostra um aumento de 66%. E, a modalidade mudou, tendo em vista o aumento de compras pela internet. As ruas passaram a ser o palco dessa atividade criminosa que só em 2020, por exemplo, deu um prejuízo de 1,5 bilhão de reais, segundo a Associação Nacional do Transporte de Cargas & Logística.


Daniel Schnaider, CEO da Pointer by PowerFleet Brasil – líder em soluções de IoT para segurança e redução de custos para frotas, fala que um dos discursos que mais ouve quando fala com seus possíveis clientes é: o roubo de uma carga me custaria vidas, contratos e um prejuízo monetário significativo.

Por isso, o presidente da companhia quer cada vez mais fomentar a tecnologia a fim de mitigar, até mesmo extinguir, as ações criminosas, que por vezes, estão mais organizadas que as próprias empresas. E para entender a IoT voltada a esse segmento, temos que considerar alguns pilares, que Schnaider explica:

- Rota
Você pode até saber onde seu caminhão está, mas você sabe exatamente por onde ele irá passar? Com a roteirização, os percursos são mapeados, e por vezes, é muito melhor seguir um caminho mais longo, porém mais seguro, do que o mais curto em que sua carga estará exposta a possíveis ações de bandidos. Ainda, se o caminho for único, seu motorista pode ser instruído a ações preventivas de forma a evitar os acontecimentos indesejados.


- Tecnologia pirata
Conhece o jammer? É um equipamento que a atividade criminosa utiliza para bloquear o sinal do veículo para que os gestores não saibam o que está acontecendo com sua carga no momento. Hoje, através dos dispositivos de IoT instalados na frota, fica mais fácil, uma vez que quando ele detecta o sinal do jammer, ele desliga o veículo totalmente por um tempo, proporcionando um tempo necessário para pronta resposta e, assim, a carga fica protegida.

- Dentro do jogo
Muitas empresas sofrem com aparelhos de GPS “desligados” durante o percurso. Os subornos de funcionários são mais comuns do que imaginamos. Mas, a tecnologia está ativamente pronta para isso. A qualquer sinal de violação do caminhão, o gestor será informado no mesmo momento pela ferramenta que fica totalmente ligada 24 horas para evitar este tipo de incidente.

Por fim, com o uso da tecnologia certa, jamais será um bom dia para os piratas.

ARTIGO: Daniel Schnaider - CEO da Pointer by Powerfleet Brasil, líder mundial em soluções de IoT para redução de custo, prevenção de acidentes e roubos em frotas. Integrou a Unidade Global de Tecnologia da IBM e a 8200 unidade de Inteligência Israelense. Especialista em logística, tecnologias disruptivas, economista e autor da obra "Pense com calma, aja rápido".

Postar um comentário

0 Comentários