Vendas de caminhões zero km recuam 4% em outubro

VWCO/Divulgação

Leve recuo é justificado pelo menor número de dias úteis no mês de outubro; acumulado do ano segue em alta e já ultrapassa a marca de 104 mil caminhões novos comercializados

Em virtude do menor número de dias úteis, o mercado brasileiro de caminhões novos, encerrou o mês de outubro registrando um leve recuo em relação ao mês anterior, mas um crescimento significativo no acumulado do ano.

De acordo com o balanço oficial da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (FENABRAVE), de janeiro a outubro deste ano, 104.826 caminhões foram emplacados em todo o Brasil, crescimento 48,66% em relação ao mesmo período de 2020, quando 70.515 unidades foram comercializadas.


Considerando apenas o mês de outubro, quando 11.087 caminhões foram emplacados, o mercado registrou um leve recuo de 4,13% em relação ao mês anterior, setembro, quando 11.565 modelos foram comercializados. Entretanto, em relação a outubro de 2020, quando 7.965 caminhões novos foram comercializados, o crescimento registrado foi de 39,20%.

"O mercado de caminhões se mantém positivo e os emplacamentos vão seguindo a capacidade de entrega das montadoras. Alguns modelos, como os extrapesados, já estão com previsão de entrega para o fim do 1º semestre de 2022", afirma Alarico Assumpção Júnior, Presidente da FENABRAVE. "Na média, as entregas estão sendo agendadas para um prazo de 90 a 120 dias", completa.

Pesados em destaque
Assim como nos meses anteriores, o segmento de caminhões pesados segue na liderança do mercado brasileiro. De acordo com os dados da Fenabrave, de janeiro a agosto de 2021, a categoria acumulou 51,14% das vendas.

Confira na íntegra os números da Fenabrave: CLIQUE AQUI


Postar um comentário

0 Comentários