Vendas de caminhões seminovos recuam 6,4% em outubro

Carga Pesada Caminhões

Apesar do recuo justificado pelo menor número de dias úteis, ao longo de todo o ano, mais de 339 mil caminhões seminovos já foram comercializados no Brasil

O mercado brasileiro de caminhões seminovos encerrou o mês de outubro registrando um leve recuo nas vendas. Segundo a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (FENABRAVE), a queda é justificada novamente pelo menor número menor de dias úteis no período.

“Vale lembrar que outubro (20 dias) teve um dia útil a menos do que setembro (21 dias úteis). Além disso, no acumulado do ano, as transações de usados mostram crescimento de 30,58% sobre 2020”, analisa Alarico Assumpção Júnior, Presidente da FENABRAVE.

De acordo com o balanço oficial da entidade, 31.917 caminhões seminovos foram vendidos em todo o Brasil no mês de outubro, número que apresentou um leve recuo de 6,43% em relação a setembro, quando foram comercializadas 34.109 unidades. Em relação a outubro de 2020, quando o segmento comercializou 38.449 caminhões usados, o mercado registrou uma queda de 16,99%.


Já no acumulado do ano, 339.921 caminhões foram comercializados de janeiro a outubro de 2021, crescimento de 30,58% em relação ao mesmo período de 2020, quando foram comercializados 260.311 modelos.

Os dados divulgados pela Fenabrave também apontam as seis marcas que se destacaram no mercado de usados ate o final de outubro de 2021. São elas, a Mercedes-Benz que garantiu uma participação de 38,20% nos negócios seguida pela sua principal concorrente, a Volkswagen que alcançou uma participação de 21,36%, a Ford com 16,44%, a Scania com 8,70% de participação, seguida da sua concorrente sueca Volvo com 8,21% e a IVECO com 4,15% de participação nos negócios de usados.

Confira na íntegra os números da Fenabrave: CLIQUE AQUI


Postar um comentário

0 Comentários